A falta que faz a revisão

Era só reler

 

      «Uma quebra de serviço a abrir o segundo set, anunciavam um fim rápido, mas três duplas-faltas permitiram o contra-break» («A herdeira espanhola», Pedro Keul, Público, 5.06.2016, p. 54).

      Alguma coisa correu mal, Pedro Keul. Não apenas não pode haver uma vírgula antes do verbo («anunciavam»), como não há concordância. «Uma quebra de serviço a abrir o segundo set anunciava, etc.» Esperemos que o próximo director do jornal se compenetre da falta que faz uma secção de revisão no jornal.

 

[Texto 6859]

Helder Guégués às 10:42 | comentar | favorito
Etiquetas: ,