30
Jul 16

Plurais avariados

Os Maias vão à praia

 

      «O ateliê recebe até 15 pessoas (oito euros por participante). No domingo, apesar de terem chegado ao limite das reservas, três famílias desistiram. “A praia levou a melhor”, justifica a guia, Carla Ventura, ficando por conta dos Guerra» («Brincando aos arqueólogos no Castelo dos Mouros», Lina Santos, Diário de Notícias, 29.07.2016, p. 37).

      Os Maias — Afonso da Maia, Pedro da Maia e o menino Carlos da Maia — também tencionavam ir, mas perceberam logo que a jornalista lhes ia estragar o nome, pelo que optaram por ir para a praia da Rainha.

 

[Texto 6984]

Helder Guégués às 15:47 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Exame Vieira

É difícil imaginar pior

 

      Com dificuldades em traduzir bully, Alexandre Martins? Ora, ora... Gostava de saber o que pensa disto Nuno Pacheco. «“Muitas vezes tive de me levantar e de voltar ao jogo. Tal como muitas outras coisas, foi o que aprendi com a minha mãe. Ela nunca me deixou recuar de nenhum desafio. Quando me tentava esconder de um bully do meu bairro, ela fechava-me a porta e dizia-me ‘Volta para lá’. E tinha razão. Temos de enfrentar os bullies”» («Clinton aceita nomeação histórica e constrói ponte para os conservadores anti-Trump», Alexandre Martins, Público, 30.07.2016, p. 5).

      É claro que o jornalista (tal como os editores) desconhece o exame Vieira: «Será que os meus pais vão perceber o que escrevi?»

 

[Texto 6983]

Helder Guégués às 10:00 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,
30
Jul 16

Léxico: «verdemã»

É assim a vida

 

   «As vítimas, com cerca de 70 anos, são um casal de Beja que costumava frequentar o local para apanhar verdemã, um peixe usado como isco para pescar outros peixes» («Queda de carro em barragem mata casal de idosos», Público, 30.07.2016, p. 12).

   Enquanto uns morrem por apanhar verdemã, outros, como os dicionaristas, nem sequer conhecem a palavra. Mas não estava proibida a captura e uso como isco de cobitídeos (outra ignorada dos dicionários) desde 2010? Pelo menos com o verdemã-do-norte (Cobitis calderoni) e com o verdemã-comum (Cobitis paludica) era assim.

 

[Texto 6982]

Helder Guégués às 09:16 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,