Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

«Hússar/hussardo»

Mais um par

 

      «Sandhurst terminara satisfatoriamente, no sentido em que se tornara um cavaleiro ousado e hábil e se formara com a 20.ª classificação numa turma de 130, antes de se alistar como corneteiro no quarto regimento dos Queen’s Own Hussards» (O Fator Churchill, Boris Johnson. Tradução de José Mendonça da Cruz. Alfragide: Publicações D. Quixote, 2015, p. 75).

      Não é assim tão raro o tradutor corrigir deslizes do autor, mas não é o caso. No original, lê-se, de facto, e está correcto, Queen’s Own Hussars, o que constitui uma boa oportunidade para lembrar que há duas variantes: hússar e hussardo.

 

[Texto 7007]

Fora de controlo

Língua em fogo

 

      Eduarda Maio, no noticiário das 11 da manhã de ontem, na Antena 1: «Na freguesia de Melres e Medas, em Gondomar, a preocupação dos bombeiros, a esta hora, com um incêndio que começou ontem à tarde, e que já esteve controlado, voltou a descontrolar-se esta manhã, a preocupação, dizia eu, dos bombeiros a esta hora é a urbanização da Costeirinha, porque o fogo anda lá perto [...].»

    O incêndio «esteve controlado, voltou a descontrolar-se»... Pobre língua, pobres ouvintes.

 

[Texto 7006]

«Extracto/estrato», continua a confusão

Camada, cambada

 

      «O que estamos a dizer em defesa de Halifax é, apenas, que o seu desejo de paz tinha o apoio de muitos britânicos de todos os extratos da sociedade» (O Fator Churchill, Boris Johnson. Tradução de José Mendonça da Cruz. Alfragide: Publicações D. Quixote, 2015, p. 29). «Nos últimos anos tem surgido uma odiosa vaga de teses revisionistas a sugerir que a Grã-Bretanha devia, na verdade, ter feito o que tanta gente de todos os extratos sociais esperava e rezava que fizesse: celebrar um acordo com a Alemanha nazi» (idem, ibidem, p. 35).

   É lamentável este erro, tanto mais que errou tradutor e errou revisora. Não serve de desculpa, ou serve menos ao tradutor, mas, com a nova ortografia, mais facilmente se confunde estrato com extrato. Outra vez: é estrato social que se escreve. Uma camada, não alguma coisa extraída.

 

[Texto 7005]