16
Set 16

Léxico: «bicicleta de mãos»

Não precisamos do inglês

 

      Sim, sim, já chega por hoje, embora para os que dizem que «falem bem ou falem mal, contanto que falem» seja uma espécie de lotaria, ocupemo-nos de outras coisas e pessoas. Na semana passada, com os Jogos Paraolímpicos a decorrer, perguntaram-me se «o termo correntemente usado em paraciclismo é mesmo handbike». Ao que sei, assim é; hoje, no entanto, no Expresso Diário, pode ler-se isto: «Esta quarta-feira aconteceu a confirmação: 15 anos depois do acidente que mudou a sua vida, o antigo piloto de Fórmula 1 ganhou o seu terceiro ouro olímpico, desta vez ao volante de uma bicicleta de mãos» («Esteve sete vezes morto e voltou para ganhar o ouro», Mariana Lima Cunha, 16.09.2016).

 

[Texto 7093]

Helder Guégués às 21:28 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Registo cuidado e mesóclise

Agora, o português (III)

 

      A Dica da Sandra. «Então, a minha dica é esta: em registo cuidado, especialmente na escrita, devemos ter o cuidado de substituir essa expressão... essa forma perifrástica pelo futuro. Então, por exemplo, em vez de eu dizer “Tânia, vou enviar-lhe o e-mail hoje”, em registo cuidado devemos dizer “Tânia, enviar-lhe-ei o e-mail hoje”.» É uma dica útil, isto é mesmo assim? O registo cuidado da linguagem formal encontramo-lo muito mais no rigor sintáctico, na riqueza do vocabulário, no uso adequado de formas de tratamento, etc. Afinal, a ideia de futuridade tanto é dada pelo futuro perifrástico (verbo ir + verbo principal no infinitivo) como pelo futuro simples. Por tudo isto, o exemplo que usou nem sequer é adequado. De qualquer maneira, a mesóclise é a coisa menos natural na nossa língua, e está fatalmente destinada a desaparecer, como dissemos aqui. Até pelo mau uso que se lhe dá, anda mais associada ao discurso pernóstico do que ao registo cuidado.

 

[Texto 7092]

Helder Guégués às 20:48 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Duplos particípios

Agora, o português (II)

 

      Na televisão acham sempre — e sempre a realidade os desmente — que é uma excelente ideia ir para a rua saber como escrevem e falam as pessoas. De novo com Sandra Duarte Tavares na rubrica da RTP Agora, o português. «“Devias ter imprimido o documento” ou “devias ter impresso o documento”»? Uma senhora exprimiu o profundo sentir do povo — seja lá qual for o povo: «Para mim, “imprimido”, mas a Real Academia tem aprovados os dois términos. [...] Não sei se é verdade ou mentira.» Sandra Duarte Tavares, académica, fala em «particípio maior» e em «particípio pequenino», decerto porque não quer que os queridos telespectadores se macem muito, até porque os pobrezinhos já têm a imeeeeensa trabalheira de decorar os números de valor acrescentado dos concursos. Sempre boazinha. Seja como for, em Março do ano passado, Sandra Duarte Tavares mostrou que não dominava a terminologia, como demonstrámos aqui. A regra — mas há quem a repute mera tendência da língua —, essa vimo-la aqui.

 

[Texto 7091]

Helder Guégués às 15:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
16
Set 16

Sobre «básquete»

Agora, o português (I)

 

      Só ontem à noite é que me disseram que Sandra Duarte Tavares tem uma rubrica na RTP, Agora, o português (eles escrevem tudo com minúsculas, mal aconselhados), na qual continua a esbanjar os seus conhecimentos. Assim, à pergunta de José Pedro Vasconcelos sobre se é correcto ou incorrecto dizer-se «básquete», Sandra Duarte Tavares embrulhou-se de tal maneira, e ela teve forçosamente noção disso, que quem não sabia, e muitas seriam, nada ficou a saber. E que havia para saber, afinal? Muito pouco, mas certo: básquete, que está atestado nos dicionários, explica-se pelo fenómeno designado braquissemia, ou redução vocabular, como, já aqui o vimos, «foto» por «fotografia», «pneu» por «pneumático», «otorrino» por «otorrinolaringologista», «logo» por «logótipo», e tantas outras. A forma plena, basquetebol, vem do inglês basketball e é escassamente usada, precisamente por ser mais difícil de proferir e escrever. Tão-só isto.

 

[Texto 7090] 

Helder Guégués às 10:46 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,