29
Set 16

Léxico: «estrépido»

Sim, porque será?

 

      Eu disse «estrépido», mas era só para provocar. «Deve querer dizer “estrépito”, não é?» Não era. «Se formos ver ao dicionário que tanto cita, é “estrépito” que lá encontra, e não “estrépido”. Porque será?» «Há às vezes um homem gordo que ressona com estrépido — a coisa que mais envenena o sangue e a bílis dos homens magros que não podem dormir!» (Banhos de Caldas e Águas Minerais, Ramalho Ortigão. Lisboa: Livraria Clássica Editora, A. M. Teixeira & C.ª (filhos), 1944, p. 279).

 

[Texto 7128]

Helder Guégués às 14:51 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,
29
Set 16

Ortografia: «adeusinho»

Erro infamérrimo

 

      Acabo de ver — e vejo de quando em quando — «adeusinho» mal escrito. Pois, com z. Tradutor famoso, famosérrimo mesmo. Sim, é para espantar, mas também me espanta que, interjeição que é, não esteja em todos os dicionários, que, todavia, agora registam «beijinhos» (até com ponto de exclamação), não dizendo que é exclamação, mas sim «fórmula de despedida».

 

[Texto 7127]

Helder Guégués às 11:22 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,