Como se escreve nos jornais

Não é feitio

 

      «Se fosse americano, votaria decerto em Hillary, mas por defeito. Para tentar escapar ao grau zero da democracia que ameaça a América — e o mundo» («O grau zero da democracia», Vicente Jorge Silva, Público, 23.10.2016, p. 32).

      Sim, até sabemos o que pretende dizer, mas não se pode dizer que não seja péssimo português.

 

[Texto 7180]

Helder Guégués às 20:21 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,