18
Nov 16

«Sicômoro» ou «sicómoro»?

Uma delas

 

      Fico sempre com dúvidas quando leio a palavra, como aconteceu agora mesmo. Sicómoro ou sicômoro? Para o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, para o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa e para o Dicionário Houaiss (2003), é sicómoro. Para Rebelo Gonçalves e para José Pedro Machado (e para Sacconi, mas estou proibido de o citar pelos meus leitores brasileiros) é sicômoro. Até pode ser que todos tenham razão, mas temos de escolher um lado.

 

[Texto 7253]

Helder Guégués às 10:06 | comentar | ver comentários (3) | favorito

«Pensar “fora da caixa”»?

Pensem nisto

 

      «“Vêem as coisas out of the box [fora da caixa]. Têm um vocabulário mais rico”, diz José Azcue, professor de Ciências da Natureza e director do colégio O Parque, Lisboa» («Relaxe, ser marrão pode ser cool», Raquel Lito, Sábado, n.º 655, 17.11.2016, p. 91).

      Leio isto e imagino, por exemplo, o meu avô Manuel, regressado do passado e perante este excerto do artigo. Que adiantava aquela pseudo-explicação, «fora da caixa»? Nada de nada. Pense nisto, Raquel Lito.

 

[Texto 7252]

Helder Guégués às 09:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
18
Nov 16

«Ser alvo de»

Promete não esquecer?

 

      «Num ou noutro caso, ainda são alvos de bullying ou vítimas de isolamento — mas são a minoria» («Relaxe, ser marrão pode ser cool», Raquel Lito, Sábado, n.º 655, 17.11.2016, p. 90).

      Já é menos cool — ou seria, se o mundo fosse normal — dar esse erro ao usar a expressão, que é, na verdade, invariável, como já em tempos vimos.

 

[Texto 7251]

Helder Guégués às 09:18 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,