Como se escreve e fala na rádio

Se não é pedir muito

 

      «De acordo com os relatos que vão surgindo, os atacantes estavam vestidos de Pai Natal e dispararam indiscriminadamente dentro da discoteca Reina, no distrito de Ortakoy, em Istambul» («35 mortos em ataque terrorista num clube noturno turco», TSF, 31.12.2016, 23h24). Os erros de sempre. Se queremos mais português, temos de ler a imprensa espanhola: «Un hombre armado con armas automáticas ha abierto fuego durante las celebraciones de Nochevieja en el Club Reina de Estambul, uno de los locales recreativos más exclusivos de la capital económica de Turquía, en el barrio de Ortaköy» («Al menos 39 muertos y 69 heridos en un atentado en una discoteca de Estambul», Daniel Iriarte, El Confidencial, 31.12.2016, 23h54). E, já agora, comparem-se em todos os aspectos os dois artigos. O da TSF parece ainda do tempo do telex. Já de madrugada, nos noticiários da TSF ainda se dizia que se tinham atirado várias pessoas ao Bosphore... Vá lá, podia ser ao Bosphorus.

 

[Texto 7368]

Helder Guégués às 09:59 | comentar | favorito
Etiquetas: ,