Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Como se escreve nos jornais

Parte sim, parte não

 

      No Público, a imagem é semelhante a esta, talvez até mais bonita, e a legenda da rubrica «Sem comentário»: «Nevão cobriu de branco o Parthenon, em Atenas». Não podia ser tudo em português, pois claro. Parte sim, parte não, Partenão, Pártenon. Um dia vão aprender.

 

[Texto 7403]

Pártenon.jpg

© http://www.metronews.ca/

Léxico: «pingotear»

Só pinotear

 

      «No forte pingotear da chuva, etc.» Escolha de palavras de escritora portuguesa conceituadíssima. No prelo. Ah, pois, mas o tal plumitivo não deixava que se usasse tal verbo. Não está no dicionário! Pelo menos não está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Ainda argumentaria que é um termo brasílico, pois quase só no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, o encontraria.

 

[Texto 7401]

Léxico: «marimbondo»

E em Angola?

 

      «Um marimbondo (espécie de vespão) adquiriu também o estatuto de visita diária. Entrava todos os dias na minha cela, durante a manhã, e deixava-a por volta do meio-dia» (Holocausto em Angola: memórias entre o cárcere e o cemitério, Américo Cardoso Botelho. Lisboa: Nova Vega, 2007, p. 257).

    Não faltam, na literatura angolana, referências a este insecto malvado, de ferroada dolorosa. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, contudo, afirma-se que é do Brasil. Até pode ser, mas também os há em Angola, e os dicionários têm de o referir.

 

[Texto 7400]