Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Como se fala na televisão

Nota-se, e muito

 

      O programa Cuidado com a Língua! voltou, já na oitava série. Cuidado com a língua, Maria Flor Pedroso, essa pronúncia do verbo «saudar» precisa de uma afinação. Na rubrica «Português maltratado», viam-se na fachada do prédio do Clube de Campismo de Lisboa erros nos dizeres. No programa, só viram um indevido acento em «municipal»; não repararam — não têm revisor, e isso nota-se — foi na palavra anterior, «camâra». Ora vejam agora melhor: «Com o apoio da Camâra Munícipal de Lisboa». Mais cuidado. Já no Big Picture foi menos grave: Pedro Fernandes pronunciou várias vezes o nome do tenista espanhol Nicolás Almagro como se o primeiro nome fosse anglo-saxónico, Nicholas. Ora, ora.

 

[Texto 7415]

Choupo ou álamo

Mais popular, isso sim

 

      «Já no Inverno caíram as suas últimas e resistentes folhas, depois de uma suave passagem do verde-desmaiado ao amarelo-pálido. Refiro-me ao choupo (ou álamo, em versão mais espanholizada), uma das mais belas árvores outonais, só superada pela Ginkgo biloba» («Choupos e não só. Em Lisboa e não só», António Bagão Félix, Público, 17.01.2017, p. 47).

      Não estou a ver porquê mais espanholizada. É verdade que é a palavra que, em castelhano, designa esta árvore, mas o étimo do nosso álamo não está no castelhano. Falemos antes, a propósito de álamo, de alameda, a rua ladeada de árvores, e especialmente álamos, que os puristas, quando os havia, propunham que substituísse avenida, considerado galicismo.

 

[Texto 7414]

Léxico: «lã seminal»

Falemos de choupos

 

      «Tem vigorosas e cabeladas raízes e, em algumas das suas espécies, faz-se acompanhar por fartos rebentos de toiça. Por isso, passou a ser uma mal-amada na calçada portuguesa face à força serpenteante e espraiada das suas raízes. Outra razão para serem pouco consideradas tem a ver com as suas flores em forma de amentilho e frutos, espalhados abundantemente pelo vento numa espécie de penugem conhecida por lã seminal que estará na origem de muitas alergias primaveris» («Choupos e não só. Em Lisboa e não só», António Bagão Félix, Público, 17.01.2017, p. 47).

   Sim, a essa penugem branca das sementes dá-se o nome de lã seminal e, seja ou não responsável pelas alergias, é muito irritante. Não gosto de choupos, mas também não gosto que a Câmara Municipal de Lisboa os deite abaixo a torto e a direito.

 

[Texto 7413]