Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Afinal, agora também se diz Chéquia

Mais curto e informal

 

    E a propósito de alteração de topónimos, no ano passado, uma comissão constitucional da República Checa aprovou a tradução para as línguas oficiais da ONU do topónimo simplificado Cesko, que em inglês será Czechia, em espanhol Chequia e em francês Tchéquie. Ficamos de fora, sim, mas para quem quiser, em português é Chéquia. Será também um nome oficial, mas menos formal, que se usará em rótulos de produtos — na Pilsner Urquell, por exemplo —, em acontecimentos desportivos, etc.

 

[Texto 7435] 

Monte Carlo

Não mudem também este

 

      «WRC inaugura temporada em Montecarlo» (André Rodrigues, Rádio Renascença, 19.01.2017). Já não bastavam os tristes casos de Mumbai, Myanmar e outros que tais, agora — na verdade, nos últimos anos, é sempre assim que o vejo escrito — também Monte Carlo anda por aí estropiado. Quem conhecer André Rodrigues, um conhecido, amigo, familiar, já sabe o que tem de fazer.

 

[Texto 7434]

 

Monte Carlo.jpeg

Trigo-mourisco

É só o nome

 

      «E revela um pormenor: para além do trigo que será moído no moinho da Ti Xica, erguido junto à rotunda que assinala a entrada na cidade de Beja, “vai-se utilizar ‘trigo’ mourisco, sem glúten.” Não se trata de um cereal, mas de sementes de um fruto aparentado com as azedas» («A esteva vai voltar a arder no forno da Ti Bia Gadelha, em nome do pão alentejano», Carlos Dias, Público, 26.01.2017, p. 17).

      Não precisa de aspas: o nome, ainda que impróprio, é mesmo trigo-sarraceno ou trigo-mourisco, entre outros. Quanto ao demais, é isso mesmo: não se trata de um cereal, mas de uma semente, e não contém glúten.

 

[Texto 7433]