20
Fev 17

«Cabelo», uma acepção

Por um cabelo

 

      «Os fugitivos, que continuam a monte, recorreram à técnica do cabelo, em que se utiliza um fio metálico. Com esse fio, terão serrado duas barras de ferro, passando para o exterior da cela» (Rita Soares, noticiário das 7 da manhã, Antena 1). Ou cabelo americano: «Na noite do passado domingo, no Estabelecimento Prisional do Linhó, evadiram-se os primeiros reclusos de 2007. Os dois cidadãos brasileiros serraram as grades com um cabelo americano, nome dado a um fio de corte, e com ajuda de cordas passaram os muros» («Prisões. Carregueira é o único estabelecimento sem fugas», José Bento Amaro, Público, 14.01.2007, p. 3). Nos dicionários, nem rasto.

 

[Texto 7493]

Helder Guégués às 21:27 | comentar | ver comentários (2) | favorito
20
Fev 17

Sobre «holograma»

E não só

 

      «[Jean-Luc Mélenchon] Estava em Lyon a falar para alguns milhares de apoiantes quando, com o toque num botão, surgiu também em Aubervilliers, Paris, a 500 quilómetros. Sob a forma de holograma, como a princesa Leia no primeiríssimo Guerra das Estrelas» («A campanha faz-se por holograma», Sábado, 9.02.2017, p. 23). Vejamos a definição de holograma no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «ÓPTICA registo, em chapa fotográfica, dos efeitos da sobreposição de duas ondas emanadas da mesma fonte luminosa, uma directa e outra reflectida pelo objecto fotografado, o que dá uma ilusão de relevo, quando iluminado por um feixe de raios laser». Ora, é claro que falta aqui uma acepção, precisamente a usado no artigo da Sábado. O Dicionário da Real Academia Espanhola resolve tudo com mais concisão: «1. Placa fotográfica obtenida mediante holografía. 2. m. Imagen óptica obtenida mediante holografía.»

 

[Texto 7492]

Helder Guégués às 08:31 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,