29
Abr 17

Léxico: «monoamortecedor»

Mas é nossa

 

      «O braço oscilante cresceu 40 mm em comprimento e está ligado a um monoamortecedor em posição horizontal» («Atitude máxima», Bruno Gomes, Motociclismo, n.º 312, Abril de 2017, p. 39).

     Não desdenhem: o Aulete regista-a. E quem diz monoamortecedor, é claro, lembra-se também de monobraço. E quase a propósito: hoje vi uma Can-Am Spyder na estrada do Guincho. Não custa acreditar que pode ultrapassar os 200 km/h.

 

[Texto 7763]

Helder Guégués às 21:45 | comentar | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «matriculação»

Acto ou efeito de matricular

 

      «Curiosamente, e de forma contrária ao que habitualmente sucede, o maior aumento de matriculações ocorreu nos ciclomotores e Moto4 ATV[,] que registaram um crescimento de 62,4 e 80%, respetivamente» («Mercado com tímida subida em fevereiro», Motociclismo, n.º 312, Abril de 2017, p. 14).

      Os funcionários do Instituto da Mobilidade e dos Transportes usam-na provavelmente todos os dias, mas o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora desconhece-a.

 

[Texto 7762]

Helder Guégués às 21:25 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,
29
Abr 17

Tradução: «close call»

Por um triz

 

      «Mas o certo é que todos nós, com mais ou menos experiência, já teremos passado — e, infelizmente, algumas vezes ficado — pelo que os ingleses chamam um “close call”, o escapar à justa de uma situação potencialmente perigosa no trânsito» («A melhor defesa é o ataque», Luís Carlos Sousa, Motociclismo, n.º 312, Abril de 2017, p. 4).

      Lemos no Dicionário de Inglês-Português da Porto Editora: «a close call Estados Unidos da América quase um desastre». O Cambridge Dictionary, porém, prescinde do artigo e define-o assim: «a situation in which something bad, unpleasant, or dangerous almost happens, but you manage to avoid it». E no Novo Dicionário de Expressões Idiomáticas Americanas, de Luiz Lugani Gomes (São Paulo: Thomson, 2003, p. 66), ficamos a saber que se diz close call ou close shave, que o autor define como «algo indesejável que só não acontece por um triz, uma quase-ocorrência, um quase-acidente, derrota, fracasso etc.».

 

[Texto 7761]

Helder Guégués às 19:58 | comentar | ver comentários (1) | favorito