20
Nov 17

FFAA, Forças Armadas

Um dia, um dia

 

      «Em causa está um decreto presidencial de 11 de Setembro, que determina para o mesmo dia o início do mandato das várias chefias que já estavam em funções, exceptuando o do chefe do Estado-Maior General das FAA e adjuntos, bem como os comandantes dos ramos das forças armadas» («Angola. Lourenço exonera comandante da polícia e chefe da secreta militar», Rádio Renascença, 20.11.2017, 13h04).

    Já tínhamos visto esta questão aqui. Ora, como é isso, senhor jornalista, duplica o A, mas não o F? Não, não, reveja isso: é FFAA.

 

[Texto 8360]

Helder Guégués às 21:23 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Como se traduz por aí

Problemas com os dicionários?

 

      Ontem à noite, vi quase todo o episódio de Testemunha Silenciosa (temporada 9, episódio 1) na Fox Crime. Enfim, achei que não me faria mal. Às tantas, aparece uma detective e diz ao chefão, referindo-se a um suspeito: «Ele tem cadastro por fraude e logro.» Isto segundo a tradução e legendagem de Lígia Teixeira, da Wordzilla. Só há um problema, e grande, e é que «logro» não é palavra que se encontre no nosso Código Penal. No original, está «for fraud and decepcion». Será então assim: «Ele tem cadastro por fraude e burla.»

 

[Texto 8359]

Helder Guégués às 11:21 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
20
Nov 17

Como se escreve por aí

Problemas com os verbos?

 

      Morreu, ontem à noite, o assassino Charles Manson. É notícia em todos os meios. Na Rádio Renascença, dizem isto e ainda acrescentam que Manson, em 2012, pedira liberdade antecipada, mas terminam o artigo com uma revelação perturbante: «Foi-lhe negada a liberdade antecipada e perante a lei em vigor, só poderá recorrer da decisão e fazer novo apelo em 2027.» Não acham que têm de adequar os tempos verbais aos factos narrados?

 

[Texto 8358]

Helder Guégués às 09:52 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,