04
Fev 18

Léxico: «sílica-gel»

Muito útil

 

      Comprou cem pacotinhos de sílica-gel, o mais poderoso absorvente que existe, no eBay. Vêm da China e custaram uma ninharia. Quis saber porque não está registado sílica-gel no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Eu não sei.

 

[Texto 8684]

Helder Guégués às 13:26 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «ratinho(s)»

E outro

 

      Ontem à noite, falámos aqui em casa de ratinhos e ratões. Os ratões são estes de agora, mais perniciosos, que minam a sociedade; os ratinhos ou ratos são os de outrora, que iam mourejar, a cada Verão, para as terras do Alentejo e até para Espanha, nas ceifas. Ora bem, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora diz-nos que ratinhos são os «trabalhadores das regiões montanhosas que todos os anos iam fazer as ceifas na província portuguesa do Alentejo». Por vários motivos, entre os quais avulta a pressa em ir dar uma volta de bicicleta ao Guincho, porque o Sol começou a espreitar, não me quero alargar em argumentos, mas não me parece adequado falar-se de província neste caso. Aliás, dizer-se que vêm das regiões montanhosas, pese embora a pequenez do território e a sua conhecida orografia, também não me parece adequado. Os ratinhos eram essencialmente beirões. Ficam as sugestões.

 

[Texto 8683]

Helder Guégués às 10:28 | comentar | ver comentários (1) | favorito

Léxico: «agressão»

Só um retoque

 

      Há uma definição nos dicionários que também precisa de ser revista e aumentada: agressão. Se, genericamente, está correcta, com o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, por exemplo, a defini-la como «1. acto ou efeito de agredir; 2. ataque violento; 3. hostilidade; provocação», eu acrescentar-lhe-ia uma acepção especificamente jurídica. Hesitaria na definição, mas andaria à volta disto: «acto ofensivo de bens ou interesses juridicamente tutelados», ou «ofensa, por omissão ou acção, de qualquer interesse tutelado», ou, mais breve, «ofensa de qualquer interesse tutelado». Com a juridificação da sociedade, estou certo de que seria útil não apenas aos caloiros de Direito.

 

[Texto 8682]

Helder Guégués às 10:15 | comentar | favorito
04
Fev 18

Léxico: «alexetério»

Vamos salvá-lo da extinção

 

      O único alexetério que eu vejo para as redes sociais é estar-se desligado, por isso... Alto! Mas eu posso usar aquela palavra, não acabei de a inventar? Não a inventei eu nem a inventaram os Brasileiros: «Além de descrever detalhadamente essas provações, e isso perfaz o caráter pedagógico da obra, apresenta, para cada tipo de provação, uma maneira eficaz de enfrentamento, ou seja, uma espécie de atenuante ou alexetério espiritual» («A morte bem-aventurada: Lutero e a ars moriendi», Sidnei Vilmar Noé, in Bioética, Avanços e Dilemas numa Ótica Interdisciplinar, Lothar Carlos Hoch e Karin H. K Wondracek (orgs.). São Leopoldo: Escola Superior de Teologia, 2006, p. 78). Alexetério vem do grego, significa antídoto, antiveneno, encontramo-lo em alguns dicionários e enciclopédias, mas não está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora.

 

[Texto 8681]

Helder Guégués às 09:08 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,