17
Fev 18

Léxico: «vasculopático»

Sobre a dermatomiosite

 

      «Esta é uma doença hereditária inflamatória idiopática dos vasos sanguíneos, que provoca lesões isquémicas secundárias na pele e músculos. Está incluída no grupo de dermatopatias isquémicas — um nome atribuído a várias síndromes vasculopáticas. A dermatomiosite desenvolve-se antes dos seis meses de idade; os Border Collies, Pastores-de-Shetland, Pastores-de-Beauce, Pastores Belgas Tervurens e Cães-de-Água-Portugueses apresentam predisposição para a doença, embora tenham sido relatados casos em muitas outras raças» («Doenças cutâneas que afetam o plano nasal e almofadas plantares de cães», Jon Hardy, VetRecord, Jan/Fev 2018, p. 25).

      É verdade que não encontramos vasculopático no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, mas não estamos aqui só por esse motivo. Há muitas doenças que atingem tanto o ser humano como os animais, e isso não se diz nunca nos dicionários. Querem ver que é um caso para o deputado do PAN? Ora, se consultarmos o verbete de dermatomiosite no Dicionário de Termos Médicos da Porto Editora, é isto que lemos: «Doença cutânea, autoimune, do grupo das colagenoses ou doenças de tecido conectivo. Evolui por surtos e manifesta-se principalmente por lesões cutâneas (placas vermelhas atróficas, edema, tumefação e dor) e alterações musculares (astenia, diminuição da força com limitação dos movimentos dos membros, dificuldade na deglutição, etc.) a que se podem associar repercussões de carácter sistémico, nomeadamente respiratórias e digestivas. Doença rara que atinge principalmente o sexo feminino.» Trata-se da mesma doença ou a dermatomiosite canina apenas lembra a dermatomiosite humana?

 

[Texto 8753]

Helder Guégués às 20:09 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
17
Fev 18

«Homocidário»?

Essa é que não existe

 

      Basta comparar com outros para compreender que um dicionário geral como o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora podia definir mais largamente o substantivo homicídio. Seja como for, um verbete relacionado tem de ser corrigido — não existe a palavra «homocidário» (aqui), mas sim «homicidário», como é óbvio. E no Portal da Língua Portuguesa do ILTEC (aqui) não se lê exactamente a mesma palavra? Quem andou a copiar?

 

[Texto 8752]

Helder Guégués às 12:51 | comentar | ver comentários (1) | favorito