18
Fev 18

Léxico: «capinete»

Malas-artes

 

      «Na operação de combate à captura ilegal de meixão, foi ainda apreendida uma dezena de capinetes e foram detidos três pescadores em flagrante, junto à foz do rio Tornada, em São Martinho do Porto (Caldas da Rainha)» («Polícia Marítima salva 25 quilos de meixão e detém pescadores», I. J., Correio da Manhã, 17.02.2018, p. 15).

       Não precisamos que um agente da Polícia Marítima nos ensine o que é um capinete, uma arte de pesca também chamada arca. É uma rede que envolve um aro metálico rectangular a que está ligado um cabo. Não faltam, para quem o queira descrever melhor, imagens na Internet. O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ignora a palavra.

 

[Texto 8760]

Helder Guégués às 22:44 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «esgache»

Tenha paciência

 

      «Nada falta à oficina que Frederico Burmester abriu, em outubro, em Ramalde, no Porto. Goivas, esgaches, serrotes são algumas das ferramentas arrumadas junto às bancadas, juntamente com máquinas de corte e pedaços de madeira — reciclada, índigena, carvalho, faia — de vários tamanhos» («(Também) um modo de meditar», Visão, 18.01.2018, p. 103). Sr. Burmester, tenha lá paciência, peça um Uber e dê um saltinho à Porto Editora para dizer que o esgache é um cepo de carpinteiro e marceneiro, munido de um ferro quase vertical, com o qual se moldam os bordos das peças. É verdade, veja lá que não está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora.

 

[Texto 8759]

Helder Guégués às 17:55 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «espumador», «espiralizador»

São novos, senhores

 

      Vão-se vendo cada vez mais dois novos pequenos electrodomésticos («pequenos domésticos», diz-se agora, vá-se lá saber porquê) para os quais não há (não havia) nome: espumador de leite, um utensílio eléctrico, espécie de fervedor de inox para fazer espuma cremosa no leite quente ou frio. O outro é um espiralizador (mas no Brasil chamam-lhe, e parece-me melhor, espiralador), que serve para transformar fruta e legumes quase em esparguete, nuns fios espiralados. Já estão nas lojas e nas casas dos Portugueses, agora vamos ver quanto tempo demoram a adquirir o direito de entrar nos dicionários. Que digo? Já estão nos livros: «Espiralizador. Uma excelente forma de transformar vegetais apetecíveis aos olhos das crianças é dar-lhes a forma de outros alimentos que privilegiam, como o esparguete, por exemplo. Transformar curgete em massa é o truque que usamos para fazer uma carne à bolonhesa sem trigo, ou uma salada com cenoura aos caracóis» (Crianças Saudáveis, Famílias Felizes, Luísa Fortes da Cunha e Raquel Fortes. Alfragide: Lua de Papel, 2017, p. 82).

 

[Texto 8758]

Helder Guégués às 16:59 | comentar | ver comentários (4) | favorito
Etiquetas: ,

«Porque/por que»

A confusão continua

 

      Atropelado na ciclovia por um grande empresário português de nome italiano — um privilégio... estar ainda vivo. Nem tive tempo para me assustar. E a propósito de anomalias: «Intrigado, Sá Carneiro fá-lo-á. Pouco depois, Natália liga para Snu: “Menina, o príncipe encantado porque esperavas vai aparecer-te”» (Nascido no Estado Novo, Fernando Dacosta. Lisboa: Círculo de Leitores, 2002, p. 174). Erro do autor (jornalista...), erro do revisor.

 

[Texto 8757]

Helder Guégués às 16:05 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «catalpa»

Copa ampla e ramosa

 

      Aqui um polícia inglês abriga-se debaixo de uma catalpa (Catalpa bignonioides). Em Serralves, leio aqui, há exemplares de catalpas — só não está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. E, contudo, encontramo-la nos dicionários bilingues.

 

[Texto 8756]

Helder Guégués às 10:50 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «charneira»

Outra?!

 

      Pois é verdade, falta pelo menos uma acepção no verbete charneira do Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. No original em inglês é hinge, que o tradutor verteu, e muito bem, por «charneira». Os filatelistas devem estar furiosos. A charneira é então um rectangulozinho de papel semitransparente, gomado numa das faces, para fixar selos em folhas, álbuns, etc. Tem este nome porque, dobrado a um terço, a parte maior é colada no suporte, parecendo assim uma dobradiça.

 

[Texto 8755]

Helder Guégués às 09:49 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,
18
Fev 18

Léxico: «opsímata»

Ficam avisados

 

      Opsímata — o que chega tarde ao conhecimento, o que aprende tarde — é da mais pura cepa grega (combina as raízes ops-, «tardio», e manth-, relacionado com a aprendizagem), e não o encontramos em nenhum dicionário da língua portuguesa, mas brevemente poderão encontrá-lo num livro.

 

[Texto 8754]

Helder Guégués às 09:10 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,