22
Fev 18

Léxico: «sonorizador»

Como homenagem

 

      «O sonoplasta da TSF Herlander Rui morreu esta quinta-feira, aos 47 anos, em Lisboa, vítima de cancro. [...] Começou a carreira como sonorizador na Rádio Nova Antena, em 1988. Colaborou com o Cenjor desde 2003, primeiro na assistência técnica e depois como formador no módulo de Captação de Som e Edição Digital em vários cursos de Rádio e Multimédia» («Morreu o sonoplasta da TSF Herlander Rui», TSF, 22.02.2018, 20h28).

      Mais um grande profissional da rádio que morre antes do tempo. Uma homenagem pelo menos indirecta é o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora registar o vocábulo sonorizador.

 

[Texto 8791]

Helder Guégués às 22:10 | comentar | ver comentários (1) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Rússia, Federação da Rússia

Deixou-se ir; pensemos nós

 

      «Na noite de 22 de fevereiro de 2014, os homens mais poderosos da Rússia reuniram-se no Kremlin e decidiram a anexação da Crimeia. [...] Putin anexou formalmente a Crimeia à Federação Russa no dia 18 de março de 2014» («Crimeia», Boris Johnson, Diário de Notícias, 22.02.2018, p. 38).

      O tradutor foi atrás da língua de partida, simplesmente: «On the night of 22 February 2014, the most powerful men in Russia gathered in the Kremlin and resolved to seize Crimea from Ukraine. [...] Mr Putin formally annexed Crimea into the Russian Federation on 18 March 2014.» Sim, correntemente, Rússia; formalmente, Federação da Rússia. Mas isso depende das línguas. Uma boa forma de o ver é no nome das embaixadas em vários países: Ambassade de La Fédération de Russie en France; Embajada de la Federación de Rusia en el Reino de España; Botschaft der Russischen Föderation; Ambasciata della Federazione Russa nella Repubblica Italiana; Embaixada da Federação da Rússia na República Portuguesa.

 

[Texto 8790]

Helder Guégués às 21:18 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Como se escreve em alguns jornais

E é tão simples

 

      «A chegada de turistas estrangeiros a Portugal no ano passado representou um ganho de 15.153 milhões de euros para as contas do país. De acordo com o Banco de Portugal, que ontem divulgou as contas que já incluem os dados de Dezembro, esse valor representa uma subida de 19,5% face a 2016, o que corresponde a mais 2472 milhões de euros» («Turismo. Novo recorde já tem um valor: 15.153 milhões de euros», Público, 22.02.2018, p. 19).

      Tenham lá paciência, mas isto assim não se percebe. Aprendam: «No ano passado, os gastos dos estrangeiros que visitaram Portugal ultrapassaram, pela primeira vez, a fasquia dos 15,1 mil milhões de euros» («Turistas deixaram em Portugal 41,5 milhões por dia», Ana Margarida Pinheiro, Diário de Notícias, 22.02.2018, p. 17).

 

[Texto 8789]

Helder Guégués às 19:43 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,
22
Fev 18

Léxico: «principense»

Nem de tal se lembram

 

  Agora os senhores doutores médicos vão ficar zangados, insatisfeiticíssimos mesmo, com o Presidente da República, que, numa visita ao Parque da Biodiversidade, na ilha do Príncipe, onde se encontrou com curandeiros principenses, aceitou umas mezinhas preparadas com plantas, uma para a hérnia e outra «para aquecer o material». O nosso problema é outro: então os pobres habitantes e os naturais da ilha do Príncipe não têm direito a gentílico? E o crioulo de base portuguesa não se chama principense? Então, senhores lexicógrafos?

 

[Texto 8788]

 

P. S.: Gostaram do «insatisfeiticíssimos»? Influência de ter lido ao longo do dia vários textos de homenagem ao humorista gráfico espanhol Forges, um genial criador de palavras, algumas das quais (!) já poisaram no Dicionário da Real Academia Espanhola.

Helder Guégués às 17:02 | comentar | ver comentários (2) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,