21
Mai 18

Léxico: «grelhada»

Na telha

 

      Ontem, ao almoço, comi grelhada mista de peixe e marisco na telha. O Sr. Rogério garantiu-nos que tinha um sabor único, e tinha razão. O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora diz-nos que grelhada é apenas o adjectivo feminino singular de «grelhado», e não tem razão.

 

[Texto 9260]

Helder Guégués às 17:58 | comentar | ver comentários (1) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Léxico: «berlina», de novo

Insisto, insistimos

 

      «[Mark] Webber aproveitou assim para testar na pista de Weissach a berlina desportiva que a Porsche garante será a mais eficaz e competente do segmento com uma autonomia superior a 500 quilómetros. O piloto parece já estar rendido às prestações deste modelo ainda na fase de protótipo, como se pode ver no vídeo reproduzido abaixo» («Ex-piloto de F1 ‘toma o pulso’ ao novo elétrico da Porsche», Pedro Junceiro, Motor 24, 21.05.2018).

      Oh, pelos santinhos, Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, não insistas em dizer que berlina (atenta a etimologia, melhor que berlinda, em qualquer das acepções) é somente a «carruagem antiga de dois assentos e quatro rodas».

 

[Texto 9259]

Helder Guégués às 15:32 | comentar | ver comentários (3) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Léxico: «maronesa»

Criado no Marão, pois

 

      «A raça bovina maronesa é uma raça de montanha, primitiva, natural e rústica. O seu nome oficial responde à toponímia da serra do Marão. Os animais são de pequeno porte, escuros, mas com características especiais na prevenção de incêndios. [...] Atualmente, segundo Paula Teixeira, da Associação de Criadores do Maronês, existem “4.100 animais de raça maronesa em linha pura, com cerca de 150 reprodutores, distribuídos por 990 criadores e 24 concelhos”» («Vacas maronesas previnem incêndios. E entendem tudo o que Avelino lhes diz», Olímpia Mairos, Rádio Renascença, 21.05.2018, 12h07).

      Depois das cabras sapadoras, as vacas sapadoras. E nos dicionários? Depende, não é? No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: ✘. No Grande Dicionário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado: ✔. «Diz-se de uma sub-raça de bovinos de raça barrosã, que tem o seu solar em toda a serra do Marão.» Ah, e vejo, dicionário da Porto Editora, que te falta também aquela acepção de solar: «Por ext. Região onde se desenvolve um produto agrícola ou industrial, ou existe determinada raça animal.» Sim, de novo José Pedro Machado.

 

[Texto 9258]

Helder Guégués às 14:37 | comentar | ver comentários (1) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Léxico: «visuoespacial», de novo

Inteligências múltiplas...

 

      Viste, Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora? Hoje, no Sabichão, a rubrica da Antena 1 destinada aos mais novos, perguntavam em que actividade se usam os pés-de-gato. Ah, vejo que te lembras... E agora, algo completamente diferente: hoje, num artigo, «Cábulas? Sim, mas não só. Saiba como ajudar o seu filho a aprender» (21.05.2018, 11h00, Marta Grosso) da Rádio Renascença, fala-se de novo nas inteligências múltiplas, e lá vem a inteligência visuoespacial. Até pode haver três formas de o escrever — visiospacial, visioespacial e visuoespacial —, mas o certo é que esta última vai prevalecendo, e é preciso optar. Esperar pelos outros condiciona a nossa acção.

 

[Texto 9257] 

Helder Guégués às 13:29 | comentar | ver comentários (1) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Léxico: «alcanchal»

Ainda há um caminho

 

      «Adiante já não havia caminho: era um alcanchal» (A Noite Roxa, Urbano Tavares Rodrigues. Lisboa: Livraria Bertrand, 1956, p. 163).

      No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: ✘. No VOLP da Academia Brasileira de Letras: ✔. José Pedro Machado no seu Grande Dicionário da Língua Portuguesa: «Caminho ruim ou intransitável.»

 

[Texto 9256]

Helder Guégués às 12:33 | comentar | ver comentários (1) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Como se escreve por aí

O desconchavo da semana

 

      «A classe política prometeu apertar o cerco “à selvajaria” que circula como um satélite à volta do futebol português, mas sem nunca se distanciar da sua órbita. Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa e Ferro Rodrigues, ficou a saber-se, não vão à bola, em mais que um sentido, com o presidente do Sporting. A pressão foi tal que Bruno de Carvalho auto ausentou-se do jogo deste domingo no Jamor» («Nuno Botelho: “Ferro Rodrigues foi o histérico da semana”», José Bastos, Rádio Renascença, 20.05.2018).

      Sim, é já o desconchavo da semana (parabéns, pá!), e ainda é só segunda-feira. Profissionais da palavra a escreverem desta forma vergonhosa. É a enxada que têm, mas não a sabem usar, e tantos campos por cultivar. «Auto ausentar-se»! Livra!

 

[Texto 9255]

Helder Guégués às 11:08 | comentar | ver comentários (1) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,

Léxico: «almatrixa»

E no Brasil também sabem

 

      «Semelhavam velhas almatrixas de pele... Ná!...» (A Noite Roxa, Urbano Tavares Rodrigues. Lisboa: Livraria Bertrand, 1956, p. 170). É um excerto de um dos melhores contos da língua portuguesa, «Jornada sem regresso», que anda por aí antologiado.

      Almatrixa? Almatrixar, almatrixado. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: ✘. No VOLP da Academia Brasileira de Letras: ✔. José Pedro Machado no seu Grande Dicionário da Língua Portuguesa: «Manta presa com uma silha, usada nas cavalgaduras; atafal. | Almofada com bastas, que se põe sobre o albardão. | Cobertura de peles com que se aparelham burros, ligada por uma silha grosseira de baraço.» O Encristado montava o Falcão, um rosilho já velho.

 

[Texto 9254]

Helder Guégués às 11:05 | comentar | ver comentários (1) | favorito | partilhar
Etiquetas: ,
21
Mai 18

Léxico: «granal»

Está-se mesmo a ver

 

      «Mal se via um “monte”, flamajante de luz entre os granais. E tão longe!» (A Noite Roxa, Urbano Tavares Rodrigues. Lisboa: Livraria Bertrand, 1956, p. 156). Não, Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, não é nem «referente a grão ou a grãos», nem tão-pouco «de cor arroxeada». José Pedro Machado no seu Grande Dicionário da Língua Portuguesa: «Seara de grão-de-bico.»

 

[Texto 9253]

Helder Guégués às 11:02 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,