Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Onomatopeia: «dang dang»

De tão raras

 

      «Os carris também serão novos: em vez de barras de aço curtas, que deixam um pequeno espaço entre eles (e que provocam o habitual “dang dang” à passagem dos comboios), serão colocadas barras de aço longas, soldadas, que eliminam esse intervalo e permitem que as rodas circulem sobre um carril contínuo» («Linha entre Chelas e Braço de Prata vai ser reabilitada», Carlos Cipriano, Público, 15.05.2018, p. 23).

      Não posso deixar escapar uma oportunidade de registar aqui as onomatopeias que vou vendo. (Não sabia que os carris podiam ser contínuos. Sabiam?)

 

[Texto 9222]

Ortografia: «quadruplicação»

Oh, não, esse não!

 

      «Este troço de Chelas a Braço de Prata era o mais degradado desta linha e recupera assim o seu desempenho, o qual estava a definhar em virtude da ausência de investimento. Mas não é desta que será alvo de uma verdadeira modernização que inclua a sua quadriplicação para constituir uma amarração à linha do Norte, aumentando a oferta para os comboios vindos de Sintra, de Alcântara e do Sul para a Gare do Oriente» («Linha entre Chelas e Braço de Prata vai ser reabilitada», Carlos Cipriano, Público, 15.05.2018, p. 23).

      Um dos erros mais frequentes. Lembre-se de «quádruplo», Carlos Cipriano. Com revisão, dificilmente passava.

 

[Texto 9221]