13
Jul 18

Léxico: «hipobarismo/hiperbarismo»

Pensando bem

 

      «A utilização clínica de câmaras hiperbáricas é pouco conhecida para a grande maioria da população e quase sempre está associada a acidentes de mergulho, mas a realidade é outra. Portugal tem cinco unidades públicas de medicina subaquática e hiperbárica e a grande maioria dos utilizadores são utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com doenças sem qualquer ligação a atividades na água» («Mergulho em seco», Vera Lúcia Arreigoso, Expresso Diário, n.º 1222, 13.07.2018).

      Começa mal: então o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista hiperbárico, mas esquece-se de hipobárico? E mais: não faltam textos, sobretudo técnicos, em que se usam as palavras «hiperbarismo» e «hipobarismo» — e tão simplesmente porque existem e fazem falta. Contudo, em nenhum dicionário as vejo.

 

[Texto 9621]

Helder Guégués às 18:58 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

A Antárctida e a... e o...

Essa é nova

 

      «Um icebergue com seis quilómetros de largura soltou-se de um glaciar no leste da Gronelândia, o maior em mais de uma década naquele lugar. [...] Holland [David Holland, da Universidade de Nova Iorque] destacou que “a preocupação real é com a Antárctida, onde é tudo tão grande que os riscos são muito mais altos”» («Icebergue de 6 km solta-se e obriga à retirada de 170 pessoas na Gronelândia», Rádio Renascença, 13.07.2018, 16h44).

      No já longínquo ano 2000, escrevia F. V. P. da Fonseca no Ciberdúvidas (aqui): «Antárctida é a grafia correcta para designar o grande continente onde se situa o Pólo Sul. Antárctica é o feminino do adjectivo correspondente, antárctico. Quanto a Árctida (é esta a ortografia) é a região oposta, ou seja[,] o oceano onde se situa o Pólo Norte, constituído só por água e gelo. Árctica é o feminino do adjectivo árctico, relativo à Árctida. Em Portugal, pelo menos, é assim.» Em que parte de Portugal? Nunca vi a palavra «Árctida» mais gorda.

 

[Texto 9620]

Helder Guégués às 17:25 | comentar | ver comentários (7) | favorito

Léxico: «balão»

Escavando um pouco

 

      «Esta manhã, à chegada de Trump, Londres lançou o Baby Blimp, um dirigível em forma do atual presidente americano, o que foi um duplo erro. Blimp é o som desagradável que faz um dedo ao passar por um balão, onomatopeia com que se batizaram as aeronaves flutuantes. Ora, Donald Trump nem é fino como látex, todo ele é casca grossa, nem é flutuante, mas, isso sim, flatulento de cada vez que fala» («Tump [sic] quando visita, invade», Ferreira Fernandes, Diário de Notícias, 13.07.2018, 14h11).

      Agora que reparo nisso, o verbete de balão, no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, podia estar mais completo. Nem seria excessivo se registasse a expressão balão de barragem. 

 

[Texto 9619]

Helder Guégués às 16:01 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «diploma omnibus»

O nosso latinzinho

 

      «A aceleração da aprovação de directivas ficou a dever-se à adopção de uma nova ferramenta jurídica chamada “diplomas omnibus” que permite regulamentar vários assuntos numa só lei. Já este ano, o ritmo foi mantido, tendo sido aprovada a transposição de 24 directivas» («Portugal acelera transposição de directivas», São José Almeida, Público, 13.07.2018, p. 18).

      Uma espécie de canetada, não é? O latim lá vai servindo para alguma coisa. O primeiro diploma omnibus, registe-se para a História, foi o Decreto-Lei n.º 137/2017, de 8 de Novembro.

 

[Texto 9618]

Helder Guégués às 08:57 | comentar | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «blazar»

Vamos ouvir falar deles

 

      «O primeiro alerta veio do polo sul e, em poucas horas, uma série de observatórios, incluindo telescópios em terra e satélites em órbita, já tinham apontado ao alvo: uma galáxia ativa, com um buraco negro supermassivo no centro (um blazar na gíria da astrofísica), a quase cinco mil milhões de anos-luz daqui, a TXS 0506+056. Bingo! [...] Agora já se sabe. Essas galáxias ativas, cujos buracos negros centrais estão a devorar parte da sua matéria e, ao mesmo tempo, a produzir jatos a altas energias (é assim que estes neutrinos, juntamente com raios gama, são lançados através do espaço), como é o caso deste blazar, são uma das fontes desses neutrinos cósmicos» («É uma partícula muito misteriosa. Agora descobriu-se de onde vem», Filomena Naves, Diário de Notícias, 12.07.2018, 16h00).

 

[Texto 9617]

Helder Guégués às 08:23 | comentar | ver comentários (8) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «pró-memória»

Para a colecção

 

      «D. António escreve esta carta (pró-memória) a Salazar para deixar alguns dos temas que gostaria de discutir com o Presidente do Conselho, num encontro que teria sido prometido pelo próprio Salazar no caso de D. António terminar a sua ausência temporária do país e vir a Portugal votar» («D. António Ferreira Gomes, o bispo que fez frente a Salazar. “Teve razão no seu tempo”», Henrique Cunha, Rádio Renascença, 12.07.2018, 17h08).

      Pró-memória. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: ✘. No VOLP da Academia Brasileira de Letras: ✔.

 

[Texto 9616]

Helder Guégués às 07:57 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «lefebvriano»

Coisa pouca

 

      «Fundada pelo arcebispo Marcel Lefebvre, um dos maiores críticos do Concílio Vaticano II, a Fraternidade Sacerdotal de São Pio X, como é formalmente conhecida, rejeita a reforma litúrgica e conceitos como a liberdade religiosa e o diálogo ecuménico, que foram adotados pelo Concílio» («Novo superior de grupo tradicionalista opõe-se a reunificação com Roma», Filipe d’Avillez, Rádio Renascença, 12.07.2018, 18h07).

      Sendo assim, precisa de um retoque o verbete lefebvriano no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «RELIGIÃO relativo a Marcel Lefebvre (1905-1991), arcebispo francês que fundou a Fraternidade de S. Pio X e se tornou dissidente da Igreja Católica, na sequência da sua posição crítica das reformas instauradas pelo Concílio Vaticano II». Fraternitas Sacerdotalis Sancti Pii X (FSSPX).

 

[Texto 9615]

Helder Guégués às 07:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
13
Jul 18

Léxico: «superior-geral»

Para acabar com o fadário

 

      «A Sociedade de São Pio X (SSPX), um grupo tradicionalista que está em rutura com Roma desde a excomunhão do seu fundador, o arcebispo Marcel Lefebvre, em 1988, elegeu como novo superior geral um sacerdote que se opõe à reunificação com a Igreja Católica, nos termos em que esta tem sido discutida ao longo dos últimos anos» («Novo superior de grupo tradicionalista opõe-se a reunificação com Roma», Filipe d’Avillez, Rádio Renascença, 12.07.2018, 18h07).

      Superior-geral. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: ✘. No VOLP da Academia Brasileira de Letras: ✔. Eu mereço que o consagrem com esta grafia, pois sou, em Portugal inteiro, a pessoa que mais vezes lê e corrige a palavra.

 

[Texto 9614]

Helder Guégués às 07:35 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,