03
Ago 18

Léxico: «optoelectrónica»

Ah, isso, pois...

 

      «As reações de transferência de eletrão são a base das reações de oxidação-redução e “ocorrem em sistemas biológicos como a fotossíntese e a respiração, bem como em sistemas artificiais, por exemplo, painéis solares, polímeros condutores utilizados em televisões e computadores, optoeletrónica”, entre outros, conclui a FCTUC [Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra]» («Cientistas portugueses invalidam teoria que ganhou Nobel da Química», TSF, 26.07.2018, 11h31).

      Optoelectrónica, dizem? O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora encolhe humildemente as badanas. No VOLP da Academia Brasileira de Letras: ✔.

 

[Texto 9715]

Helder Guégués às 14:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
03
Ago 18

Léxico: «lança-chamas»

Sem inimigos à vista

 

      «Mais de 400 migrantes subsarianos indocumentados saltaram a cerca que separa Marrocos de Ceuta, em Espanha. A passagem a salto ocorreu cerca das 7h00 desta quinta-feira. [...] Os migrantes transportavam armas improvisadas e artesanais, como lança-chamas, cal viva e ácido para tentar escapar às autoridades» («Mais de 400 migrantes saltam vala que separa Marrocos de Ceuta», Rádio Renascença, 26.07.2018, 10h31).

      Aqui as autoridades até são o inimigo, sim, mas há lança-chamas para uso civil. Até simplesmente como brinquedo (!), mas o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora insiste que lança-chamas é o «aparelho para lançar líquidos inflamados sobre o inimigo». Ainda em Junho passado, Elon Musk vendeu 20 000 lança-chamas a 500 dólares cada um. Tratando-se dos EUA, é só uma questão de tempo até começarem a ser cometidos crimes com recurso a este «brinquedo».

 

[Texto 9714]

Helder Guégués às 09:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
02
Ago 18

Léxico: «unitariedade»

Sós no Universo

 

      Então, unitariedade, com duas acepções, uma do campo da física (que aqui vimos numa citação da autobiografia de Stephen Hawking), outra do campo do direito, ainda não está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora... Estamos sós no mundo, os lexicógrafos não querem saber. Gostava de saber o que diria Roger Penrose disto.

 

[Texto 9713]

Helder Guégués às 14:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
02
Ago 18

Léxico: «laminectomia»

Que se fique a saber

 

      «Como explica o médico responsável pela cirurgia, Nuno Bastos [do Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos], a Laminectomia Lombar é na prática uma operação à coluna para descomprimir o canal vertebral, sendo que a novidade é que pela primeira vez, em Portugal, tudo vai ser feito por um método puramente endoscópico» («Um buraco de 1 centímetro e uma câmara para dar mais mobilidade aos idosos», Nuno Guedes, TSF, 25.07.2018, 23h25).

      O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista a palavra, sim, mas ficamos quase com as mesmas dúvidas: «excisão de lâmina vertebral». Bastava isto: «excisão de lâmina vertebral, para proporcionar acesso à espinal medula». (É com minúsculas, Nuno Guedes, laminectomia lombar.)

 

[Texto 9712]

Helder Guégués às 09:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
01
Ago 18

Léxico contrastivo

Cânion

 

      «‘Missão: Impossível 2’ (2000). Como esquecer da escalada livre no cânion na sequência dirigida por John Woo?» («Até onde vai o vigor do ator Tom Cruise?», Amanda Queiroz, Metro São Paulo, 25.07.2018, p. 16).

      No Brasil, como podem ver, cânion, aportuguesamento de canyon; em Portugal, canhão, mas a preferência dos nossos tradutores vai, naturalmente, para... canyon.

 

[Texto 9711]

Helder Guégués às 14:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
01
Ago 18

Léxico: «apartear»

Apartes brasileiros

 

      «Certa tarde, o deputado Carlos Lacerda estava na tribuna da Câmara, mais virulento do que nunca. Com a sua metralhadora giratória, disparava tiros em todas as direções. Foi aparteado pela deputada Ivete Vargas: “Vossa Excelência é um grande purgante!” E Lacerda, vendo bem de onde lhe vinha o aparte: “Se eu sou um grande purgante, Vossa Excelência é um enorme efeito!» («O purgante e o efeito», Cláudio Humberto, Metro São Paulo, 25.07.2018, p. 4).

      Também nós temos o verbo apartear, dirigir apartes, mas nunca o usamos. Felizmente existe o Brasil.

 

[Texto 9710]

Helder Guégués às 06:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,