08
Set 18

Léxico: «caravançará»

Só variantes

 

      «O caravançará que, por noites insanas,/Vão demandando embalde as longas caravanas»... Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, não te envergonhas de não registar o vocábulo  caravançará? O espírito de Eugénio de Castro vai atormentar-te.

 

[Texto 9882]

Helder Guégués às 19:27 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «migrador»

Claro que não há

 

      Há alguma razão especial para, no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, migrador ser apenas adjectivo? «Porém, se adoptam o modo de falar portuense, só na segunda geração assumem a condição de o ser plenamente. Com eles, os migradores, muita coisa mudou na personalidade citadina...» (Tradições Populares do Porto, Helder Pacheco. Lisboa: Editorial Presença, 1985, p. 153).

 

[Texto 9881]

Helder Guégués às 16:32 | comentar | ver comentários (1) | favorito

Léxico: «Recolectos/recolecto»

Casas de recolecção

 

      «Na mesma carta o conde da Vidigueira relatara ao monarca o conflito existente entre os Carmelitas e os Recolectos Franciscanos, porque os primeiros quiseram colocar a sua casa sob a invocação da Madre de Deus, a mesma da casa dos Recolectos Franciscanos» (Documentos remetidos da Índia, ou, Livros das Monções: (1625-1627), Maria do Carmo Jasmins Dias Farinha. Lisboa: CNCDP/Centro de Estudos Damião de Góis, 2000, p. 229).

      O soberano Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ainda não permitiu a entrada aos Recolectos. Aguardemos.

 

 [Texto 9880]

Helder Guégués às 16:07 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «religionário», «coruto»

A língua é mais vasta

 

      Não conhecia, será preciso jurar?, a palavra religionário, o adepto de uma religião. E, contudo, toda a gente conhece, curiosamente, uma derivada, correligionário, o que partilha da mesma posição ou doutrina (religiosa, política, filosófica, etc.) de outra pessoa, grupo ou partido. Vi-a numa tradução de Óscar Lopes. Ainda recentemente me lembrei de outra palavra, sem qualquer relação com esta, que só usamos na sua forma plena: cocuruto. A forma haplológica, coruto, é de uso raro.

 

[Texto 9879]

Helder Guégués às 15:48 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
08
Set 18

Léxico: «figureiro»

Este sim

 

      «Já tinha o livro [Figurado de Estremoz, Produção Património Imaterial da Humanidade] feito e estava na editora, quando um amigo, o Dr. Carmelo Aires, me contactou para dizer que tinha encontrado uma fonte de 1837 que falava dos bonecos. Fomos ao arquivo e, surpreendentemente, algo que ninguém estava à espera, em 1837, eram dadas como existentes 26 oficinas que faziam figurado de Estremoz, contra 24 de olaria. Ou seja, todos nós, investigadores, sempre pensámos que existiam mais oleiros do que figureiros, em Estremoz [diz Hugo Guerreiro, director do Museu Municipal Professor Joaquim Vermelho]» («Bonecos de Estremoz não são “‘handicraftzinho’ turístico” e há um livro que o prova», Rosário Silva, Rádio Renascença, 7.09.2018, 16h14).

      Já aqui tínhamos falado sobre figurado, em Dezembro do ano passado, e vimos que não está nos nossos dicionários. Também pus em dúvida, é certo, a legitimidade do seu uso. Quanto a figureiro, porém, não há dúvidas, é português de lei e merece ir para os dicionários.

 

[Texto 9878]

Helder Guégués às 14:18 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,