10
Nov 18

Léxico: «rússula»

Boa colheita

 

      Aproveitemos o excerto: «Mas é no grupo dos fungos micorrízicos que se encontram os cogumelos silvestres mais valorizados, como os boletos, amanitas, cantarelos, russulas [sic], entre outras. À semelhança do que acontece com a castanha, também a fartura de cogumelos ocorre em soutos adultos e não lavrados. A sua presença é um sinal de vitalidade do souto» («Boa sombra, boa castanha, bom lenho», Luís Octávio Costa, «Fugas»/Público, 10.11.2018, p. 29).

      Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, toma, arrecada-o, que ele anda por aí, e não apenas nos manuais de micologia. No VOLP da Academia Brasileira de Letras: ✓.

 

 [Texto 10 267]

Helder Guégués às 21:55 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «micorrízico»

Talvez até nós

 

      «Mas é no grupo dos fungos micorrízicos que se encontram os cogumelos silvestres mais valorizados, como os boletos, amanitas, cantarelos, russulas [sic], entre outras. À semelhança do que acontece com a castanha, também a fartura de cogumelos ocorre em soutos adultos e não lavrados. A sua presença é um sinal de vitalidade do souto» («Boa sombra, boa castanha, bom lenho», Luís Octávio Costa, «Fugas»/Público, 10.11.2018, p. 29).

      Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, há quem precise do adjectivo micorrízico, como podes ver.

 

[Texto 10 266]

Helder Guégués às 21:25 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «feijão-azuqui»

Alguém o tem de fazer

 

      «E do Japão a massa-mãe de anpan da padaria Kimurai, uma receita que terá sido criada em 1875 por um samurai que perdeu o emprego e terá aberto uma padaria para estimular o consumo de pão entre a população. Entre os ingredientes, arroz cozido e malte de arroz, aos quais é depois adicionado pasta de feijão-azuqui e flor de cerejeira salgada» («Esta biblioteca alimenta-se de massa-mãe de todo o mundo», Mara Gonçalves, «Fugas»/Público, 10.11.2018, p. 21).

      Alguém tem de ir à frente, nisto dos aportuguesamentos. Se não são os lexicógrafos, são os próprios falantes.

 

 [Texto 10 265]

Helder Guégués às 21:16 | comentar | favorito
Etiquetas: ,

«Massa mãe», de novo

Um pouco mais complexo

 

      «Mas, afinal, o que é a massa-mãe? Também conhecida como massa velha ou massa azeda, não é mais do que um fermento natural, feito com água, farinha e os microrganismos que entram espontaneamente na mistura (contidos nos dois ingredientes, no ar ou nas mãos do padeiro). Com o tempo, a relação complexa que se estabelece entre eles vai provocar a fermentação da mistura, não só levando ao crescimento da massa, mas também dando-lhe uma textura, sabor e cheiro característicos. É um ingrediente vivo, que precisa de ser alimentado regularmente com farinha fresca. [...] O frasco n.º 43 é reflexo deste esquecimento por parte da industria [sic]. Contém a primeira massa-mãe que Karl alguma vez viu, em 1994, quando lhe estenderam um balde branco para as mãos e lhe pediram para alimentar de farinha. Fazer o quê? A massa borbulhava e aquilo parecia-lhe tão surreal quanto mágico» («Esta biblioteca alimenta-se de massa-mãe de todo o mundo», Mara Gonçalves, «Fugas»/Público, 10.11.2018, p. 21).

      Temos de convir que é um pouco mais complexo do que dá a entender a definição do Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora.

 

 [Texto 10 264]

Helder Guégués às 21:06 | comentar | favorito

Léxico: «guarda-prisional»

Não te esqueças

 

      «“O prémio [que vai ser atribuído em Lisboa no próximo dia 22] veio dar-me força para continuar, até poder, sempre atento”, disse Arlindo Marques, que é guarda-prisional e vive desde sempre numa freguesia à beira Tejo» («Arlindo Marques, o “guardião do Tejo”, distinguido com Prémio Nacional do Ambiente», Rádio Renascença, 10.11.2018, 15h49).

      Guarda-prisional, pois então. Se temos, entre outros, guarda-barreira, guarda-fiscal, guarda-florestal, guarda-freio, guarda-linha, guarda-livros, guarda-marinha, guarda-nocturno, guarda-portão, guarda-redes, guarda-republicano, guarda-rios, guarda-soleiro... Sendo assim, Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, não te esqueças deste.

 

[Texto 10 263]

Helder Guégués às 17:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
10
Nov 18

Léxico: «alto-minhoto»

E não esperamos

 

      «O nome da deputada do Alto-Minho começou a circular nos corredores da Assembleia da República e nas redações, na quinta-feira, ao final do dia. Até aqui, à deputada, a José Silvano e à própria direção do PSD, nunca ocorreu vir a público esclarecer quem tinha sido a pessoa responsável pelo registo das presenças do secretário-geral do partido, nos dias em que este faltou» («O que está explicado e o que falta explicar sobre o caso José Silvano», Anselmo Crespo e Inês André de Figueiredo, TSF, 9.11.2018, 20h54).

      Nunca devíamos esperar que os jornalistas soubessem escrever o nome desta sub-região do Norte. É Alto Minho, evidentemente. Aproveite-se o ensejo para dizer que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não regista alto-minhoto (que pluraliza em alto-minhotos, atenção), isto quando o VOLP da Academia Brasileira de Letras o acolhe. Inacreditável.

 

[Texto 10 262]

Helder Guégués às 09:34 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,