02
Jul 19

Léxico: «lágrima»

De ir às lágrimas

 

      «Na gíria, o Porto branco doce tem a designação de lágrima, visto que, como tem mais açúcar natural do que os restantes (uns 136 gr [sic], deixa umas grossas lágrimas nas paredes do copo quando rodamos o vinho» («Porto branco doce», Edgardo Pacheco, «Sexta»/Correio da Manhã, 31.05-6.06.2019, p. 40).

      Pois é verdade, lágrima também tem esse sentido, o que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ignora. Vamos recompensar, como se deve sempre fazer, Edgardo Pacheco ensinando-lhe — porque ele deve ter faltado a essa aula — que o símbolo de grama é g, e não outro qualquer.

 

[Texto 11 667]

Helder Guégués às 21:49 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «desespiritualizar | desespiritualização»

Tirar a feição espiritual

 

      «E num arroubo de esperança, proclama: “Pudessem um dia — pela amplidão do seu espírito, pela atitude de problemática — deixar os cientistas de desespiritualizar a ciência, deixar os crentes de desespiritualizar a fé!”» (O Pensamento de António Sérgio: síntese interpretativa e crítica, Eduardo Abranches de Soveral. Porto: Granito, Editores e Livreiros, 2000, p. 31).

      Está (estão: também desespiritualização) em vários dicionários, mas não no da Porto Editora, onde ainda aguarda luz verde o vocábulo antropogonia, que vimos aqui Carreira das Neves usar e que se encontra em obras sobre filosofia da religião.

 

[Texto 11 666]

Helder Guégués às 21:31 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «planeio»

Voo planado

 

      «Fazia-se sentir alguma turbulência. O aluno teve até dificuldade em estabilizar a avioneta. Quando sobrevoava a vila de Oeiras, “sofreu um movimento ascendente súbito e violento“. Foi fatal: o aparelho sofreu uma “falha total de potência” que interrompeu o “fluxo de combustível ao motor”. Naquele momento, não havia alternativa senão começar a “colocar a aeronave a voar na melhor velocidade de planeio” e “procurar um lugar para a aterragem”, lê-se na acusação que cita o Manual Operacional do Piloto relativo a esta avioneta» («Da doença escondida às falhas de segurança. A queda da avioneta na Caparica aos olhos do Ministério Público», Carolina Branco, Observador, 1.07.2019).

      Para os nossos dicionaristas, planeio é apenas uma forma do verbo «planear». De vez em quando enganam-se redondamente.

 

[Texto 11 665]

Helder Guégués às 10:02 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «islamo-»

Mais uma acção do IRL

 

      «No início, era assim que nas fileiras do Mojahedin-e Khalq (MeK) se falava dos EUA. Aqueles eram já os últimos anos do Xá da Pérsia, Mohammad Reza Pahlavi, e a Revolução Islâmica de 1979 não tardaria a mudar de forma indelével o rumo daquele país. Se os aiatolas acabaram por ficar reconhecidos como grandes impulsionadores daquela revolução, o facto é que a seu lado tinham o MeK, um grupo islamo-marxista e anti-americano [sic], fundado por estudantes que viam na luta armada a única maneira de vingar a sua visão para o Irão» («O estranho culto iraniano que gritava “Morte à América” e agora tem amigos na Casa Branca e apoia uma guerra dos EUA contra o Irão», João de Almeida Dias, Observador, 1.07.2019).

      Em que dicionário nosso é que podemos ver esta redução vocabular de «islâmico»? Em nenhum. É mais uma das muitas palavras clandestinas que vivem entre nós. Estamos a precisar de um IRL, Intervenção e Resgate Linguístico.

 

[Texto 11 664]

Helder Guégués às 09:20 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
02
Jul 19

O AO90 no dia-a-dia

O cuidado e o conhecimento

 

      É este o profundo conhecimento das regras do AO90 que se tem nas redacções de revistas e jornais: «Por isso, aborda quase filosoficamente o grave problema político do familygate e aceita não importa o quê dos ministros. A factura pode ser pesada. [...] É a eles que a história [sic] deve alguma coisa, não aos teóricos, cronistas de secretária e inventores com verve, ou aos meros colecionadores de tragédias mediáticas curriculares, na pele de enviados especiais que raramente saem para lá de um raio de meio quilómetro dos respetivos hotéis» (Eduardo Dâmaso, editorial, Sábado, 11-16.04.2019, p. 8).

 

[Texto 11 663]

Helder Guégués às 08:15 | comentar | favorito
Etiquetas: ,