26
Jul 19

Léxico: «uge-americana | uge-do-pacífico»

Vivem cá

 

      «O Sea Life, no Porto, celebrou dez anos. E é precisamente há uma década que lá vive uma raia uge-americana» («A raia que vive há uma década no Sea Life», Notícias Magazine, 21.07.2019, p. 35). Sendo assim, uge-americana (Dasyatis americana) pode ir para o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora juntamente com uge-do-pacífico (Hemitrygon akajei), que anda perdido num bilingue.

 

[Texto 11 846]

Helder Guégués às 07:24 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «protonacionalismo»

Ajudem

 

      «A sensibilidade cosmopolita foi estilhaçada pelo proto-nacionalismo de um Henrique VIII e de um Martinho Lutero contra as resistências de um Thomas More ou de um Erasmo de Roterdão. Pico della Mirandola começou por escrever sobre a dignidade humana e acabou a queimar objetos na “fogueira das vaidades” de Savonarola» («Uma pensadora da liberdade», Rui Tavares, Público, 23.07.2019, p. 40).

      Algum dicionário quer ajudar Rui Tavares? Alguém se preocupa que andem por aí palavras sem dono e mal escritas?

 

[Texto 11 845]

Helder Guégués às 07:21 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «Avás | avá»

Aflitiva penúria

 

      «As imagens, com pouco mais de um minuto, foram capturadas em 2018 e mostram um jovem indígena da tribo isolada Awá (que em 2012 era considerada a mais ameaçada por aquela ONG) com colares no pescoço numa área densa da floresta amazónica» («As imagens raras dos indígenas isolados da tribo Awá», TSF, 23.07.2019, 00h17).

      Para os dicionários, já estão extintos. Ou então é a curiosidade, a chama que se extinguiu nos lexicógrafos e nos dicionaristas, que desprezam sem motivo milhares e milhares de vocábulos, deixando-nos numa aflitiva penúria.

 

[Texto 11 844]

Helder Guégués às 07:19 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «liberal-democrata»

Não gostam deles

 

      «O Partido Liberal Democrata (LDP) e o parceiro de coligação, o Komeito, vão alcançar entre 67 e 77 dos 124 lugares em disputa na eleição de ontem. O Senado tem 245 lugares» («Abe falha “super-maioria” [sic] no Senado», Público, 22.07.2019, p. 27). Liberais-democratas e cristãos-sociais não põem os butes no dicionário da Porto Editora. Preconceito ideológico?

 

[Texto 11 843]

Helder Guégués às 07:15 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «quimiopreventivo»

Duas e nenhuma

 

      «O uso prolongado de medicamentos anti-inflamatórios não-esteroides (AINE), como por exemplo o ibuprofeno ou a aspirina, já foi anteriormente associado a um efeito quimiopreventivo contra o desenvolvimento do cancro do cólon em indivíduos com risco aumentado» («Investigação revela que ibuprofeno tem efeitos anticancerígenos», Expresso, 20.07.2019, 15h30).

      Chemopreventive, não é, Porto Editora? E, contudo, registas duas vezes (!) quimioprevenção. Vai lá tratar disso.

 

[Texto 11 842]

Helder Guégués às 07:13 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
26
Jul 19

Léxico: «jeová»

Em apoio da minha tese

 

      «Ser chamado Jeová como em “lá vão os jeovás” ou “aquele é jeová” abre uma ferida onde germina uma humilhação funda, como quando insultam a nossa mãe» (Aleluia!, Bruno Vieira Amaral. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2016, p. 45). Pois claro que é informal, quem disse o contrário? Mas é como se diz, e tão informal como larguíssimas centenas de maneiras de dizer. O pobre Charles Taze Russell lá continua com o nome estropiado.

 

[Texto 11 841]

Helder Guégués às 07:09 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
25
Jul 19

Léxico: «subcampo»

Fora dos dicionários, por nada

 

      «É provável, por isso, que Mariette tenha sido transferida para um dos subcampos de Neuengamme e que, com a ordem de evacuação destes comandos, a 24 de Março de 1945, tenha sido enviada para Bergen-Belsen, onde, segundo o marido, chegou a contrair tifo, uma das doenças que ali grassavam» («Eram seis menos dez quando o relógio de Paulo parou em Neuengamme», Patrícia Carvalho, Público, 29.06.2014, 00h00).

 

[Texto 11 840]

Helder Guégués às 07:13 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Erros de tradução

Olha os comprimidos

 

      Estava escrito numa «abstruse language» — o tradutor quis que fosse «numa linguagem obtusa». Tentamos sempre identificar, e confundimos, o que ignoramos com aquilo que conhecemos. Claro que quanto menos soubermos, mais isso acontece. Por vezes, felizmente, alguém corrige. Ainda assim, respingam, intrigam, exigem (!) explicações. E se se tratassem?

 

[Texto 11 839]

Helder Guégués às 07:12 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
25
Jul 19

Léxico: «frente-a-frente»

Face a face, cara a cara, frente a frente

 

      «A maior parte dos efectivos, porém, é de etnia chinesa, nem sequer são macaenses. O confronto coloca os guardas num frente-a-frente com gente, sobretudo jovem, com a mesma etnia, a mesma língua, os mesmos hábitos e cultura, se calhar da mesma região» (Os 58 Dias Que Abalaram Macau, José Pedro Castanheira. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1999, p. 92).

      Muito bem, é substantivo, tem hífenes: frente-a-frente. As locuções sinónimas são cara a cara, face a face (ambas registadas por Fr. Domingos Vieira, por exemplo) e frente a frente. E se eu quiser escrever «cara-a-cara» ou «face-a-face»? Se calhar não posso, querem ver. O que sem qualquer dúvida está errado no dicionário da Porto Editora é a definição de frente-a-frente: «debate entre duas pessoas». Um encontro, uma mera conversa é um frente-a-frente — não politizem a língua, por favor. (A porcaria do Acordo Ortográfico de 1990 até isto estraçalhou: para essa gente, agora temos, em todos os sentidos, «frente a frente».)

 

[Texto 11 838]

Helder Guégués às 07:03 | comentar | ver comentários (1) | favorito