Léxico: «cervense»

Não os esqueçam

 

      Grande susto, ontem, com o blogue todo desconfigurado. Um pesadelo negro para mim, um sonho róseo para os meus inimigos. Prossigamos. Devagarinho, um texto por dia, como por receita médica. Como vem sendo habitual, ainda maioritariamente sobre vocábulos ou acepções que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não tem e devia ter, ou sobre definições que precisam de ser corrigidas ou melhoradas.

      Gostava de ir à XXI Feira do Linho em Ribeira de Pena, no Alto Tâmega, provar o vinho verde, o mel, comer um bom naco de vitela maronesa e de cabra bravia... Mentira, sou quase vegetariano. Bem, mas que se pode fazer lá além de visitar a feira? A Evasões diz que podemos comprar peças tradicionais de linho na Cooperativa dos Artesãos Cervences. É também assim que está escrito no Facebook. Cerva é uma antiga vila e freguesia do concelho de Ribeira de Pena. O adjectivo relativo a Cerva só pode ser, salvo pior opinião, cervense — pois o sufixo nominal é -ense e não -ence. Por exemplo, de Corvo, muito parecido, corvense. Vêem o resultado de os lexicógrafos esquecerem estas gentes, estas terras?

 

[Texto 11 874]

Helder Guégués às 00:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,