04
Out 19

Léxico: «perpetuidade»

Falta uma terceira acepção

 

      Pois, mas o problema é que, em perpetuidade, não temos esta acepção de perpetuity: «an annuity payable forever». Não, não, o problema é outro: os dicionários não registarem este sentido, que se usa em economia.

 

[Texto 12 109]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «piroplástico»

Isso tem nome

 

      «Investigadores do Reino Unido descobriram um novo tipo de poluição. Trata-se de plástico derretido no meio ambiente que fica com um aspeto semelhante a pequenas pedras. Essas formações, chamadas piroplásticos, podem já estar espalhadas pelo Mundo» («Pedras de plástico», Notícias Magazine, 1.09.2019, p. 8).

      O dicionário da Porto Editora, solícito, ainda chega a supor que estamos enganados e tenta ajudar: «Queria pesquisar piroclástico, proplástico

 

[Texto 12 108]

Helder Guégués às 07:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «anilhamento»

Inanellamento...

 

      «Esta tónica reflete-se nas atividades de sensibilização, palestras e até atividades de voluntariado em que o observador pode ajudar nos trabalhos científicos de censos, anilhamento e até acompanhamento dos fluxos migratórios» («A ver os passarinhos», Cláudia Monarca Almeida, «Revista E»/Expresso, 24.08.2019, p. 85).

 

[Texto 12 107]

Helder Guégués às 06:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «rescrito»

Aprender com quem sabe

 

      «O novo “rescrito” do Papa Francisco, que funciona como uma norma do Vaticano de aplicação universal, abandonou expressões como “secularização” e “remissão ao estado laical”. No novo documento de resposta aos padres que pedem para abandonar funções para se casar, de que o portal Religion Digital mostrou um exemplar, a Congregação para o Clero diz ser “desejável” que o clérigo seja acolhido pela comunidade eclesial em que reside “para prosseguir o seu caminho, el aos deveres da sua vocação baptismal”» («Papa acaba com o ostracismo dos padres que pedem dispensa para poderem casar-se», Natália Faria, Público, 25.09.2019, p. 30).

      O dicionário da Porto Editora ensaia uma definição: «documento escrito pelo qual a Santa Sé ou o superior eclesiástico competente concede uma graça solicitada». Prefiro a definição da Enciclopédia Católica Popular: «Segundo o CDC (35; 59-75), é o acto administrativo da competente autoridade eclesiástica a conceder privilégio, licença ou graça a peticionário singular. O r. que não exigir executor surte efeito desde que é emitido; de contrário, desde a execução. O CDC regula os trâmites regulamentares e as condições de validade. Em geral o termo r. é reservado aos actos da Santa Sé, podendo ser emitido de forma solene (bula, breve...) ou de forma simples.»

 

[Texto 12 106]

Helder Guégués às 05:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito

Léxico: «alarmística»

Não descurem estes termos

 

  «Noutro estudo, o investigador José Furtado, de 37 anos, desenvolveu um sistema de monitorização, prevenção e combate denominado ‘Rede IoT para Alarmística de Incêndios Florestais’, que alcançou resultados muito promissores em testes coordenados pelo laboratório da Universidade de Coimbra» («A ciência a combater o fogo», Vanessa Fidalgo, «Domingo»/Correio da Manhã, 28.07.2019, p. 34).

 

[Texto 12 105]

Helder Guégués às 04:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «mesoplástico | nanoplástico»

Só não temos estes dois

 

      «A equipa dos investigadores [da Universidade de McGill, em Montreal], responsáveis pelo estudo descobriu que embeber apenas um saquinho de chá quase à temperatura de fervura (95 graus) liberta aproximadamente 11,6 mil milhões de microplásticos e 3,1 mil milhões de nanoplásticos de nylon e politereftalato de etileno (PET). Estes últimos são 150 vezes menores que um fio de cabelo, possivelmente pequenos o suficiente para penetrarem em células humanas, escreve o The Guardian» («O lado mau do chá embalado: saquinhos de nylon libertam milhões de microplásticos», Jornal de Notícias, 1.10.2019, 9h50, itálicos meus).

      Há mesoplásticos, microplásticos e nanoplásticos, mas a Porto Editora ainda não passou dos microplásticos e dos macroplásticos.

 

[Texto 12 104]

Helder Guégués às 03:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «macaco-aranha | coatá»

Onde aparece o báculo

 

      Macaco-aranha e coatá designam o mesmo animal — não vejo, por isso, motivo para não terem a mesma definição no dicionário da Porto Editora nem para não terem uma remissão recíproca. A definição diz o que se espera, mas não que o macaco-aranha e o homem são os únicos primatas cujo pénis não tem osso. Osso que, relembro, se chama báculo. (Acepção que sugeri aqui em 2016 à Porto Editora, e desde então registada.) Se tivéssemos báculo, não precisaríamos de Viagra. Já que não perguntam: o prémio para o maior báculo leva-o a morsa (Odobenus rosmarus), que atinge o comprimento de um cassetete da polícia.

 

[Texto 12 103]

Helder Guégués às 02:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
04
Out 19

Léxico: «federador»

Está em alguns

 

      «O investigador [Constantino Xavier, da Brookings Institution, em Nova Deli] considera tal impossível, uma vez que “Gandhi teve um papel muito simbólico na luta pela independência contra o regime colonial britânico, nunca foi um pragmático como Nehru foi. Gandhi inspirou alguns líderes, agregou a diversidade indiana uma vez que foi sempre alguém que esteve sempre além da religião”, mobilizando religiões e castas diferentes, o que não deixou de ser “um efeito prático e federador na luta pela independência” nos anos 1930 e 1940» («150 anos: Gandhi vive muito nas prateleiras mas pouco na vida dos indianos», Ricardo Alexandre, TSF, 2.10.2019, 13h55).

 

[Texto 12 102]

Helder Guégués às 01:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,