Léxico: «selo»

A realidade impõe-se

 

      «Um homem de 27 anos foi detido por suspeitas de atear três fogos na zona de Penedono depois de a sua mãe ter pedido a Santa Eufémia que o seu filho perdesse “o vício dos fogos”. O problema, para o alegado incendiário, é que o pedido da mãe foi feito por escrito, no livro de preces do santuário de Santa Eufémia, naquela vila, e foi visto pelo padre, que informou as autoridades. [...] O sigilo religioso costuma ser invocado para proteger o selo da confissão, ou orientações de direção espiritual entre um ministro religioso e um fiel. No Código de Processo Penal, artigo 135, refere-se que “Os ministros de religião ou confissão religiosa e os advogados, médicos, jornalistas, membros de instituições de crédito e as demais pessoas a quem a lei permitir ou impuser que guardem segredo podem escusar-se a depor sobre os factos por ele abrangidos.”» («Oração de mãe devota trama alegado incendiário», Rádio Renascença, 8h53).

      Exactamente. O termo sigilo tem origem do latim sigillum, que significa selo ou segredo. E, contudo, não vejo esta acepção de selo em nenhum dicionário. Enfim, a realidade impõe-se.

 

[Texto 12 111]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,