27
Dez 19

Léxico: «alostase»

Podemos saber o que significa?

 

      «Em linguagem técnica[,] aumenta a nossa alostase, que significa aumentar a nossa amplitude de resposta e adaptação a situações adversas, assim aumentando o limiar a partir do qual se instala uma situação de doença» («O que o café pode fazer por nós!», Rodrigo Cunha, professor da Faculdade de Medicina e do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra, País Positivo, Setembro de 2019, p. 34).

 

[Texto 12 538]

Helder Guégués às 10:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «superóxido»

Também perdido num bilingue

 

      «Quando há uma subida acentuada de radicais livres, o nosso corpo está equipado com os meios para neutralizar o excesso, através das enzimas antioxidantes, designadas por SOD (superóxido dismutase)» (A Enzima Prodigiosa 2, Hiromi Shinya. Tradução de Clara Caldeira. Lisboa: Arena, 2014, 2.ª ed., p. 76).

 

[Texto 12 537]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «pecheblenda | pechblenda»

Actualizar, melhorar, ampliar

 

      Leio aqui que a «pitchblende, now known as uraninite» — como muitos de nós sabemos. Consultamos, porém, a entrada pecheblenda no dicionário da Porto Editora e lemos isto: «MINERALOGIA importante minério de urânio e de rádio (óxidos de urânio, outros metais e rádio) existente em Portugal». Aqui devia estar a informação de que este minério é actualmente conhecido por outro nome e remeter para essa entrada. Seguimos, pouco esperançados, para uraninite: «MINERALOGIA mineral de urânio cuja composição é a mesma da pecheblenda, e que cristaliza no sistema cúbico». Hum... e agora, para remate da obra, vamos para pechblenda (esqueçam agora que nem sequer está registada como variante no dicionário) na Infopédia: «A pechblenda, também designada por uraninite, é um material castanho-escuro, o principal constituinte do minério de urânio, que consiste maioritariamente em óxido de urânio (UO2).»

 

[Texto 12 536]

Helder Guégués às 09:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito

Léxico: «raposa-de-darwin | gato-palheiro | ganso-dos-andes»

Três de uma vez

 

      Três que andam nos nossos jornais, mas faltam no dicionário da Porto Editora, que está agora a trilhar o caminho certo: raposa-de-darwin (Lycalopex fulvipes), gato-palheiro (Leopardus pajeros), ganso-dos-andes (Chloephaga melanoptera).

 

[Texto 12 535]

Helder Guégués às 09:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «biodiversificação»

É o caminho

 

      Cerca de 40 milhões de anos depois da explosão do Câmbrico, ocorreu o Grande Evento de Biodiversificação do Ordovícico, o primeiro grande salto da vida no sentido da diversificação. Perfeitamente, mas, entretanto, ainda não temos biodiversificação nos nossos dicionários.

 

[Texto 12 534]

Helder Guégués às 09:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «interespacial»

Também não

 

      «Oumuamua: um ‘charuto’ interespacial, uma nave extraterrestre ou um negócio milionário? Perguntámos aos astrónomos» (Marta Leite Ferreira, Observador, 7.11.2018, 00h49).

 

[Texto 12 533]

Helder Guégués às 08:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «nanoescala»

Ainda não?!

 

   «Se observarmos a Natureza à nanoescala,...» Não vale a pena prosseguirmos: o dicionário da Porto Editora não acolhe o vocábulo nanoescala. E antes isto do que dizer «à escala nano», como aqui vimos muito recentemente.

 

[Texto 12 532]

Helder Guégués às 08:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «mogol»

Mais devagar

 

      «Apesar de a Constituição indiana garantir a igualdade de todos perante a lei, há uma extrema-direita hindu, com grande peso no partido de Modi, que se considera prejudicada pela forma como as minorias são tratadas, em particular a muçulmana. A tensão remonta ao domínio mogul da região, entre os séculos XVI e XVIII, e é maior nos estados de fronteira» («Modi defende lei de cidadania e culpa oposição por protestos», Alexandre Martins, Público, 23.12.2019, p. 24).

      Em inglês é Mogul (e Moghul, e Mughal), em português é mogol. O dicionário da Porto Editora, que o regista, remete sem mais para mongol: «que ou o que pertence à Mongólia». Pois é, aqui é que estamos muito mal, pois, quando se usa o termo mogol, é invariavelmente para este conceito que se remete: «member of the Muslim race that ruled much of India from the 16th to the 19th century» (in Oxford Learner’s Dictionaries).

 

[Texto 12 531]

Helder Guégués às 08:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
27
Dez 19

Léxico: «desguarnecimento»

Também o queremos

 

      «Na Linha do Vouga, a circulação está também suspensa entre Sernada do Vouga e Aveiro-Vouga, devido a desguarnecimento da via entre Macinhata e Sernada e a circulação no troço entre Eixo e Eirol, por causa da inundação de via» («Linha do Norte submersa. Não há ligações Lisboa-Porto», Pedro Mesquita e Marta Grosso com Lusa, Rádio Renascença, 21.12.2019, 9h19).

 

[Texto 12 530]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,