Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «talha»

De vários tamanhos

 

      «O sabor único, algo rude, vem da resina de pinheiro (essencial para combater a evaporação dos néctares, num material poroso como é o barro) de que se reveste o interior das talhas, de diferentes tamanhos, as maiores chegando aos mil litros de capacidade, e que não são, como alguns pensam o mesmo que ânforas — também em barro e herança dos romanos, mas menores, a comportar apenas 20 litros, usadas para transporte e não para estágios vinhateiro» («No São Martinho prova o vinho...», Rita Bertrand, Sábado, 7.11.2019, p. 100).

      Dada a ignorância, na definição de talha devia dizer mais do que «vaso bojudo de cerâmica», etc. (O «estágio vinhateiro» é que me parece escusada invencionice.)

 

[Texto 12 386]

Léxico: «nacional-porreirismo»

Tal como a outra

 

      «E espera-se que ousem ser diferentes, se possível exactamente burguesas no mais completo sentido da palavra e com uma densidade humana que não seja a do nacional-porreirismo do costume» (Partida de Sofonisba às Seis e Doze da Manhã, Vasco Graça Moura. Lisboa: Quetzal, 1993, p. 248).

 

[Texto 12 385]