23
Mar 20

Léxico: «analfabetice»

Agora sim

 

      «Bruno Alves aceita o corte salarial que tem sido noticiado pela imprensa italiana, de acordo com o plano que os clubes preparam para fazer face ao rombo económico causado pelo novo coronavírus. [...] “Essas questões da redução salarial são assuntos muito sensíveis. Se não terminar o campeonato concordo com um ajuste. Mas penso que se houver reduções salariais por não podermos jogar terão de haver regras para tudo o que está à nossa volta. Não podem reduzir os salários aos jogadores e continuarem na mesma os alimentos, as rendas, os impostos. Temos que implementar as regras no geral. Tem que haver justiça”, reforça, em declarações a Bola Branca» («Bruno Alves aceita corte salarial se reduzirem preços dos bens essenciais», Pedro Azevedo, Rádio Renascença, 23.03.2020, 12h46, itálico meu).

      A culpa da rematada hipocrisia é só do jogador; a analfabetice (outra que a Porto Editora ignora) é culpa de ambos, e até mais do jornalista: o jogador não conhece as regras gramaticais, mas a estrita obrigação do jornalista é conhecê-las e aplicá-las. Deixem lá o WhatsApp e essas porcarias, e aprendam qualquer coisinha de útil.

 

[Texto 13 006]

Helder Guégués às 13:31 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «anosmático»

Para terminar por hoje

 

      «Os sintomas que frequentemente aparecem associados à SARS-CoV-2, coronavírus, cuja infeção provoca a Covid-19, são febre, tosse e dificuldades respiratórias. Contudo, a rede de otorrinolaringologistas franceses alerta para o aumento de casos de anosmia (perda total do olfato) entre doentes com Covid-19. [...] Jean-Michael Klein sublinha que “nem todos os casos positivos” de Covid-19 apresentam perda total do olfato, mas “todos os anosmáticos isolados, sem causa local ou inflamação, são casos positivos” de Covid-19. Regra geral, a perda total de olfato está associada a uma lesão no nervo olfativo» («Médicos franceses apontam perda total de olfato como sintoma do coronavírus», Rádio Renascença, 21.03.2020, 18h37).

    Como é que registas anosmia, Porto Editora, e não acolhes anosmático? Isso não é anormal, ou pelo menos anómalo? Quem é que dicionariza um substantivo e se esquece de dicionarizar o correspondente adjectivo, ou vice-versa?

 

[Texto 13 005]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Definição: «alternador»

Metade da história

 

      «Problemas mecânicos? Nenhuns! A junta da cabeça do motor nunca foi substituída e a embraiagem foi trocada apenas uma vez, aos 300 mil quilómetros, por precaução. O alternador e o motor de arranque são substituídos a cada 200 mil a 250 mil quilómetros, assim como a correia de distribuição» («Sempre a andar: Opel Corsa faz 1 milhão de quilómetros», Aquela Máquina, 20.03.2020, 15h20).

      Alternador, lê-se no dicionário da Porto Editora, é o «gerador síncrono de corrente eléctrica alternada». A meu ver, esta é muito mais a descrição de como funciona (e, ainda assim, não diz o essencial, que é o alternador ser accionado por uma corrente ligada ao motor) do que da função que tem. E claro que a corrente gerada tinha de ser alternada — mas que pode ser transformada em corrente contínua.

 

[Texto 13 004]

Helder Guégués às 09:30 | comentar | favorito

Léxico: «correntista»

Também é do Brasil

 

      Mais um termo só do Brasil, Porto Editora, este respigado ontem na Folha de S. Paulo: «Correntistas relatam dificuldade em prorrogar dívidas» (Isabela Bolzani, Folha de S. Paulo, 22.03.2020, p. A25).

 

[Texto 13 003]

Helder Guégués às 09:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «cerca sanitária»

Dos nossos dias

 

      «Entre Ovar e a Murtosa, concelhos vizinhos, ainda há quem teime em furar a cerca sanitária. Em declarações à Renascença, o presidente da câmara muncipal da Murtosa, Joaquim Baptista, admite um cenário de desobediência civil que, não sendo generalizado, tem sido visível» («Há habitantes de Ovar e da Murtosa que insistem em furar a cerca sanitária», Luís Aresta, Rádio Renascença, 20.03.2020, 15h40).

 

[Texto 13 002]

Helder Guégués às 09:00 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «ticuna | ministerialidade»

No Brasil

 

      Na diocese de Alto Solimões, na parte brasileira da tríplice fronteira que o país faz com a Colômbia e o Peru, foi ordenado diácono permanente Antelmo Pereira Ângelo, primeiro indígena ticuna a receber o diaconado permanente. Conforme o próprio bispo sublinhou, o novo diácono vai realizar o trabalho pastoral na sua própria língua, o que possibilitará uma ministerialidade cada vez mais inculturada.

 

[Texto 13 001]

Helder Guégués às 08:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «anglo-saxonismo»

Outro clandestino

 

      «Não só porque reputa dogmática a estrutura actual do Estado, como também porque conduzida por um anglo-saxonismo de importação, perfilha e aplaude a insensatez reformadora de Mousinho da Silveira» (A Prol do Comum..., António Sardinha. Lisboa: Ferin, 1934, p. 7).

 

[Texto 13 000]

Helder Guégués às 08:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «biliose»

Não o vejo nos dicionários...

 

      «Bento Gonçalves faleceu em 1942, vitimado por uma biliose na sua forma mais grave, que denominam de perniciosa» (Memórias de Um Inspector da P.I.D.E., Fernando Gouveia. Lisboa: R. Delraux, 1979, p. 189). ‎

 

[Texto 12 999]

Helder Guégués às 08:15 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
23
Mar 20

Léxico: «cartilheiro»

Já por aqui passou

 

      «Ora, a este cenário, Pinto da Costa responde com a ironia habitual. “Para agradar aos papagaios e cartilheiros de Lisboa o que proponho é que o campeão seja decidido através dos jogos entre o primeiro e segundo classificados, com a condição de o título ser atribuído à equipa que tenha perdido esses dois jogos”, disse em declarações exclusivas a O JOGO» («Pinto da Costa irónico na solução para decidir campeão: “Para agradar a cartilheiros...”», André Morais, O Jogo, 17.03.2020, 8h37).

 

[Texto 12 998]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,