Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «higienizável | esterilizável»

Quase monotemático

 

      «No calçado, há muitas empresas a ajudar. A AMF – Safety Shoes, um dos maiores produtores europeus de calçado de segurança, decidiu reconverter as socas de jardim num artigo para a área da saúde, higienizável e esterilizável na máquina de lavar. Em duas semanas já ofereceu “seis mil pares” a hospitais, centros de saúde e lares de Guimarães e Vila do Conde, onde as unidades do grupo estão sediadas, mas já tem pedidos “de todo o país” e oportunidade para vender para os EUA, refere Albano Fernandes» («Indústria recria-se e procura entrar no combate à Covid-19», Ilídia Pinto, Jornal de Notícias, 12.04.2020, p. 13).

 

[Texto 13 142]

Léxico: «higienizante»

Gel e máscaras

 

      «Desde 19 de março que os restaurantes da McDonald’s funcionam focados nos serviços McDrive e McDelivery, de forma a acautelar a segurança e proteção dos seus clientes e colaboradores. Além disso, as equipas estão mais reduzidas e todos os colaboradores que entram em contacto com os clientes utilizam equipamento de proteção, como máscaras. A McDonald’s reforçou ainda os procedimentos de higiene preexistentes, tanto a nível da lavagem das mãos, como a disponibilização de gel higienizante» («Atividades e comida sem sair de casa? É possível», Observador, 8.04.2020, 11h44). Também o ACP, mais providente do que uma república, vende a cada sócio gel higienizante de 500 ml (duas embalagens, no máximo).

 

[Texto 13 141]

Léxico: «freelance»

Todos sabemos que não

 

      Ontem falei aqui de trabalhador independente: prossigamos hoje. «Mas essa é mesmo uma preocupação para os suíços? Clément Puippe garante que não. O tradutor e jornalista freelance, que já trabalhou para a seguradora Zurich e nas últimas três décadas viveu por três períodos em Portugal, lembra-se bem daquela noite de 1992» («Suíça: o país que nunca quis fazer parte da UE. “Reflexo de país rico”», Helena Tecedeiro, Diário de Notícias, 27.01.2020, 14h03).

      Para o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, freelance é apenas substantivo: está errado.

 

[Texto 13 140]

Léxico: «desmate»

Venham de lá sinónimos

 

      «A extração ilegal de madeira corre em ritmo acelerado na Amazônia, fazendo com que o volume do desmatamento acumulado de agosto de 2019 a março deste ano já chegue ao dobro do verificado no mesmo intervalo anterior, quando a derrubada recorde da floresta virou alerta global. Uma área superior a três vezes a cidade de São Paulo já foi abaixo neste período» («Desmate já é recorde na região amazônica», André Borges, O Estado de S. Paulo, 9.04.2020, p. A13).

 

[Texto 13 139]

Léxico: «mauritaniano»

E este?

 

      «Três toneladas de bens alimentares e um cheque no valor de 500 mil kwanzas foram doados, ontem, pela comunidade mauritaniana e um empresário vietnamita, para apoiar na luta contra a Covid-19, na Lunda-Sul. Mohamed Yaya, representante da comunidade mauritaniana, disse que o momento exige o envolvimento de todos, para salvar o país da pandemia. Lembrou que, desde 2005, estabeleceram parceria com o Governo da Província para apoiar vários lares de idosos e crianças» («Aparelho de teste será instalado em breve», Kamuanga Júlia, Jornal de Angola, 9.04.2020, p. 5).

 

[Texto 13 138]

Léxico: «chuto/remate/cruzamento de letra»

No país dos futebóis...

 

      Agora que o futebol profissional vai desaparecer da face da Terra (snif, snif...), com excepção, talvez, da Bielorrússia, vamos lá enriquecer os dicionários: «Além de Ronaldo, concorriam ao prémio de melhor golo da temporada da UEFA outros três portugueses, caso de Ricardinho, com um remate de ‘letra’ frente à Roménia, no Europeu de futsal, que a seleção lusa acabou por conquistar» («Bicicleta de Cristiano Ronaldo contra a Juventus é o melhor golo do ano», Observador, 28.08.2018, 13h13). No Brasil, Porto Editora, diz-se chaleira ou charles.

 

[Texto 13 137]

Léxico: «geoestatística | geoestatístico»

Menos saltos

 

      «“O mapa dá-nos a taxa de infecção e os valores por habitante e também apresentamos um mapa da incerteza associada”, esclarece Amílcar Soares, professor do IST especializado em geoestatística e um dos responsáveis pelo projecto do Centro de Recursos Naturais e Ambiente (Cerena)» («Portugal tem um “mapa de risco” diário da infecção», Andrea Cunha Freitas, Público, 9.04.2020, p. 13).

      Porto Editora, sua grande precipitada, então de «geoestacionário» passas logo para «geoestratégia», assim sem mais?

 

[Texto 13 136]

Léxico: «embasar | contingenciamento»

Mais do Brasil

 

      Mais uma semana de confinamento e mais formas de dizer brasílicas que o dicionário da Porto Editora ainda não acolhe: «A análise, realizada por pesquisadores que integram o Centro de Contingenciamento do Coronavírus no estado, foi uma das que embasaram a decisão do governador João Doria (PSDB) de ampliar em mais 15 dias a quarentena em todos os 645 municípios de São Paulo» («13 cidades em SP são polos de maior risco de difusão de vírus», Isabela Palhares, Folha de S. Paulo, 8.04.2020, B7). Quanto a contingenciamento, nem sequer está em todos os dicionários brasileiros.

 

[Texto 13 135]