03
Mai 20

Como se fala por aí

Não se esperava melhor

 

      «Assintomático. Paciente que é portador de uma doença ou infecção, mas não exibe sintomas. Segundo um recente estudo publicado na revista Science, pessoas assintomáticas de todo o mundo foram, em meados de Março, responsáveis por dois terços das infecções. É também uma palavra que “engasga” muitos portugueses que prestam declarações às televisões e rádios. “Assimático” e “assuntumático” foram duas das versões já ouvidas» («Dicionário da covid-19, as palavras que queremos deixar de dizer», Luciano Alvarez, Público, 3.05.2020, p. 6).

      O que é que os falantes não deturpam? Então eu não ouvi, na TVI 24, um idoso dizer «crise epidérmica»? (Muito me apraz verificar que nesta edição do Público se escreve sessenta e seis vezes a palavra covid-19 — assim, não com maiúsculas.)

 

[Texto 13 268]

Helder Guégués às 20:00 | favorito
Etiquetas: ,
03
Mai 20

Léxico: «homopolímero | co-polímero»

Um pandemónio

 

      Vai ser o grande negócio pós-pandemia, o das máscaras sociais. Eu próprio tenho umas ideias, mas falemos antes das máscaras criadas pela estilista Gabriela Pinheiro. Têm duas camadas de tecido mais uma protecção interior de TNT (muito bem, Porto Editora) que é 100 % polipropileno homopolímero de 80 gramas. Enfim, são muito bonitas, mas quanto à eficácia hão-de ser iguais a outras vendidas por um quarto do preço. A ASAE vai ter um acréscimo de trabalho nos próximos tempos.

 

[Texto 13 267]

Helder Guégués às 08:00 | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,