01
Jul 20

Léxico: «xiloteca»

Digna de visita

 

      «Queria pesquisar filmoteca, fitoteca, hipoteca, litoteca, meloteca, vinoteca?» Não queria, era mesmo xiloteca. O quarto episódio da Visita Guiada, com Paula Moura Pinheiro, foi dedicado à Xiloteca Tropical, no Palácio Calheta, em Lisboa. A visita foi guiada por Fernanda Bessa, curadora e responsável por esta xiloteca, onde se podem encontrar mais de dez mil amostras de madeiras, sobretudo de árvores das antigas colónicas portuguesas, para onde se enviaram várias missões florestais. As amostras mais bonitas são toros cortados nas três dimensões — tangencial, transversal e radial. Aproveitem a oportunidade e vejam a que acontecimento importante da História de Portugal está ligado o Palácio dos Condes da Calheta.

 

[Texto 13 637]

Helder Guégués às 09:45 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «neurónio-espelho»

Por dicionarizar?!

 

      «Os neurónios-espelho, neurónios cerebrais nos quais assenta a imitação, têm um papel importante nesta dinâmica contagiosa» («Bons e maus contágios», Fernando Ilharco, «Domingo»/Correio da Manhã, 21.06-2020, p. 6).

 

[Texto 13 636]

Helder Guégués às 09:30 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «via ferrata»

Pela primeira vez

 

      «Noutro ponto desta serra está a ser executada aquela que será a maior Via Ferrata de travessia do país, com cerca de dois quilómetros, incluindo uma ponte suspensa com 30 metros, duas tirolesas e um desnível aproximado de 150 metros. Está em fase final de implementação, estando a inauguração prevista para o Encontro de Escalada (último fim de semana de outubro). Com início na aldeia dos Carregais, terminará precisamente no miradouro onde nascerá a torre com a assinatura Siza Vieira» («Torre de observação avança na Serra das Talhadas», Célia Domingues, Jornal do Fundão, 25.06.2020, p. 20).

      Como é que até hoje eu nunca tinha deparado com a expressão via ferrata? 

 

[Texto 13 635]

Helder Guégués às 09:15 | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «apetrolado»

Que seja a cor

 

      Também é um primeiro contacto. Espero que se refira à cor, que não ao sabor: «E basta olhar para a colheita de 2004, um vinho absolutamente incrível de frescura, intensidade e vibração, que provamos como exemplo dessa evolução virtuosa. Que vai muito para além das notas químicas, apetroladas, mas no sentido da evolução nobre, com envolvência, elegância e frescura. Um vinho incrível, de aromas finíssimos. Um banho de frescura e ao nível dos mais reputados Riesling» («Quinta do Ameal», «Fugas»/Público, 20.06.2020, p. 11).

 

[Texto 13 634]

Helder Guégués às 09:00 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «viticólogo»

Todos ignorantes

 

      Confesso que nunca a vi mais gorda: «Noutro registo, se a tradição diz que Alenquer tem melhores condições para a feitura de tintos, o conhecido viticólogo Luís Elias Carvalho e a sua família estão empenhados em provar que a região de Lisboa está preferencialmente destinada aos brancos, tese que merece o acordo de muita gente. Assim, a Quinta do Lagar Novo, cujas vinhas foram reconstruídas em 2000, é uma espécie de laboratório que resulta da experiência de 52 anos de consultoria de Luís Elias Carvalho por todo o país» («Os vinhateiros do Oeste», «Fugas»/Público, 20.06.2020, p. 16).

      Tem de estar certa, evidentemente, pois se até existe o Prémio Jovem Enólogo/Viticólogo da Associação Portuguesa de Enologia, não é? Os dicionários também não sabem de nada. «Queria pesquisar vitimólogo

 

 [Texto 13 633]

Helder Guégués às 08:45 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «rachadinha»

Milhões de vezes

 

      «As operações encontradas pelo Coaf sugeriam a existência de um esquema conhecido como “rachadinha” no gabinete de Flávio Bolsonaro. O sinal de alerta foi dado depois de se verificar que, ao longo de 2016, Queiroz movimentou cerca de 1,2 milhões de reais (200 mil euros), um valor considerado incompatível com os seus rendimentos como funcionário parlamentar e reformado da Polícia Militar» («A “rachadinha” de Flávio pode ser uma machadada no “bolsonarismo”», João Ruela Ribeiro, Público, 28.06.2020, 20h42).

      Ah, a rachadinha de novo. Já por aqui passou, mas a Porto Editora quis abafar o caso. Por estes dias, a palavra é dita e redita por milhões de brasileiros. Agora, chegou aos jornais portugueses.

 

[Texto 13 632]

Helder Guégués às 08:30 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «rolagem»

Mas não esta

 

      «O relatório final do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF), a que a agência Lusa teve hoje acesso, aponta “como causa mais provável para o acidente a instalação incorreta dos cabos dos ‘ailerons’ [controlam os movimentos de rolagem da aeronave com a atuação dos dois comandos de controlo, ou através do piloto automático] de ambas as semi-asas” [sic], e a “subsequente inadequada inspeção independente aos sistemas de comando de voo da aeronave, que resultou numa reversão da operação do sistema dos ‘ailerons’ da aeronave e levou à perda de controlo durante o voo”» («Avião que aterrou de emergência em Beja tinha descolado com comandos invertidos», TSF, 24.06.2020, 19h06).

      Esta rolagem, termo técnico, não a encontrei em nenhum dos nossos dicionários. Apenas noutras acepções.

 

 [Texto 13 631]

Helder Guégués às 08:15 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
01
Jul 20

Léxico: «salense»

Para dar o tom, em mais um mês

 

      «Vocês querem essas fotos para quê mesmo, expliquem me lá que não está fácil perceber?, completa com um sorriso bem salense» («Santa Maria, e a bênção do Sal», Marco C. Pereira, «b. i.»/Sol, 20.06.2020, p. 29).

      Perante a pontuação e a ortografia de criança do 4.º ano, tive de reduzir ao mínimo o excerto, e mesmo assim... Chega a ser um trabalho árduo e odioso, como navegar entre escolhos e tempestades. E ainda tenho de responder a abordagens de piratas com a espada em punho.

 

[Texto 13 630]

Helder Guégués às 08:00 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,