24
Jul 20

Léxico: «criqueiro», de novo

Não podemos fingir que não existe

 

      Ignorar uma acepção já é mau — mas duas? «Realmente eu não oferecia garantias, cada dia baixava o meu valor, amola-facas-tesouras-e-navalhas, criqueiro de ganga na alma» (O Mundo à Minha Procura: autobiografia, Vol. 3, Rúben Andresen Leitão. Lisboa: Parceria A. M. Pereira, 1968, p. 258).

      «Criqueiro, adj. (de crica). Afável. || Metediço» (in Grande Dicionário da Língua Portuguesa, tomo III, coordenado por José Pedro Machado. Lisboa: Amigos do Livro Editores, p. 550).

 

[Texto 13 792]

Helder Guégués às 10:15 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «taipa | taipalada»

Nada disso

 

      Ainda não está tudo dito ou corrigido sobre a taipa. Até suspeito que o principal ainda não foi dito. Na definição do dicionário da Porto Editora, taipa é a «parede feita com terra argilosa aplicada sobre taipal (molde de construção)». Será mesmo terra argilosa? Terra argilosa... mas quão argilosa? É certo que a presença de argila garante coesão e resistência à acção da água, mas o excesso de argila provoca fendas, por causa do efeito de retracção. A propósito da taipa preta, já vimos que a taipa boa não pode ter material orgânico. Deve, isso sim, ser arenosa, rica em pedras miúdas e pouco argilosa. Para aumentar a resistência mecânica à tracção da taipa, adicionavam-se, por vezes, fibras vegetais como palha. Quem já viu paredes de taipa sabe que é assim. E a taipa não é feita por blocos? A cada bloco de taipa dá-se o nome de taipalada.

 

[Texto 13 791]

Helder Guégués às 10:00 | ver comentários (2) | favorito

Léxico: «avense»

Também se diz assim

 

      «A Guarda Nacional Republicana rebocou esta quinta-feira o autocarro do Desportivo das Aves e arrestou outros bens no estádio, com base numa providência cautelar movida pela construtora Engimov à SAD do lanterna-vermelha da I Liga de futebol. [...] O arresto de bens arrancou depois das 12h00 e foi pedido pela Engimov, a quem foi adjudicada sem concurso a construção do centro de estágios avense, cuja primeira pedra foi lançada em 15 de setembro de 2016 e tinha conclusão prevista para o início de 2018» («Autocarro e bens do estádio do Desportivo das Aves arrestados pela GNR», TSF, 23.07.2020, 15h22).

 

[Texto 13 790]

Helder Guégués às 09:45 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «comunitarista»

Falta metade

 

      «No centro-direita, falar-se-á de soluções comservadoras. No centro-esquerda, falar-se-á de soluções comunitaristas» («E depois do mal?», Henrique Raposo, «Revista E»/Expresso, 28.03.2020, p. 35). Comunitarismo já a Porto Editora regista. «Raros foram, por isso, os traços de comunitarismo que conseguiram superar a onda de individualismo que avassalou a Europa do século XIX» (Cooperativismo e Comunitarismo Agrários: conferência proferida na III Semana de Estudos, José Correia da Cunha: Horta, 1964, p. 3)

 

[Texto 13 789]

Helder Guégués às 09:30 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «arapaima»

O maior

 

      «Sobressaem, pois, casos como o de João Campos Silva, também laureado este ano. João é um jovem biólogo brasileiro com uma missão: salvar o arapaima, o maior peixe de água doce do planeta e, ao mesmo tempo, todo o ecossistema local e as comunidades que dele dependem na Amazónia. O arapaima é um peixe gigante, capaz de chegar aos 200 quilos. De origem pré-histórica, tem sido alvo de sobrepesca, que quase está a levá-lo à extinção» («Empreendedores por um mundo melhor», Bruno Lobo, Visão, 4.07.2020, p. 80). 

      «Arapaima, s. m. Grande peixe de água doce, da família dos Osteoglossídeos, existente nos rios do Brasil e das Guianas; pirarucú (Arapaima gigas)» (in Grande Dicionário da Língua Portuguesa, tomo I, coordenado por José Pedro Machado. Lisboa: Amigos do Livro Editores, p. 586).

 

[Texto 13 788]

Helder Guégués às 09:15 | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «araucânio»

Eles sabem

 

      «Sexta-Feira esforçou-se então por construir frases imensas no seu melhor inglês, e Robinson respondia-lhe com as poucas palavras de araucânio que aprendera no tempo em que Sexta-Feira não dizia uma só palavra de inglês» (Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, Michel Tournier. Tradução de Emílio Campos Lima. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 38.ª ed., 2009, p. 76).

      Pois, araucânio, que encontramos, a par de araucano, no VOLP da Academia Brasileira de Letras, assim como no Grande Dicionário da Língua Portuguesa, coordenado por José Pedro Machado.

 

[Texto 13 787]

Helder Guégués às 09:00 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «engenheiro-chefe»

Bem me parecia

 

      «Num artigo publicado no início deste mês na revista Nature Astronomy, o engenheiro-chefe da missão, Wan Weixing, disse que o Tianwen-1 entraria em órbita em torno de Marte em fevereiro do próximo ano e que procuraria um local de pouso na Utopia Planitia — uma planície onde a NASA detetou possíveis evidências de gelo subterrâneo» («China lança ambiciosa missão para pousar sonda em Marte», Rádio Renascença, 23.7.2020, 9h44, itálico meu).

      Ainda que mal pergunte: há alguma razão para a Porto Editora ter engenheiro-chefe apenas em dicionários bilingues?

 

[Texto 13 786]

Helder Guégués às 08:45 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «estindarte»

Gíria ou localismo, queremo-lo

 

      «E, tal como acontece em Peniche, o peixe seco é tradição na Nazaré: é possível, junto ao Centro Cultural, observar as peixeiras das sete saias junto ao seu “estindarte”, o nome que dão ao estendal onde colocam a secar carapaus, batuques, petingas, polvos e outras espécies que existem com fartura nestas paragens» («O melhor peixe dá à costa no Centro de Portugal», Simone Carvalho, Observador, 22.07.2020, 14h34).

 

[Texto 13 785]

Helder Guégués às 08:30 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Definição: «cobalto»

Agora não é só para isso

 

      «O Grupo BMW anunciou que contratou com a companhia de mineração marroquina Managem Group o fornecimento de “cobalto sustentável”, isto é, “extraído e processado ​​em condições eticamente responsáveis”, no valor de 100 milhões de euros, para o período de 2020 a 2025. O aprovisionamento, avança o conglomerado alemão, suprirá apenas “cerca de um quinto das suas necessidades” dessa matéria-prima. [...] “O cobalto é uma matéria-prima essencial para a mobilidade eléctrica”, realçou o membro do conselho de administração da BMW AG, responsável pela rede de compras e fornecedores, Andreas Wendt» («BMW compra 100 milhões em cobalto. Mas não chega», Simone Carvalho, Observador, 21.07.2020, 13h04).

      O dicionário da Porto Editora só refere que o cobalto se emprega no fabrico de certos tipos de aços e de corantes, e na radioterapia e na radiografia. Pois, mas estamos no século XXI e agora tudo anda à volta das baterias para dispositivos electrónicos ou para automóveis eléctricos.

 

 [Texto 13 784]

Helder Guégués às 08:15 | ver comentários (1) | favorito
24
Jul 20

Léxico: «intranuvem | meteorólogo»

Meteorologistas por um minuto

 

      Bem lembrado: o VOLP da Academia Brasileira de Letras regista também meteorólogo, que, notem bem, Rebelo Gonçalves afirma ser mais correcto. «No período de 12 horas, compreendido entre as 21h00 de segunda-feira e as 09h00 desta terça-feira, o número de descargas elétricas que atingiram o solo “foi superior a 2.600”, indicou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), revelando que o número total de descargas (somatório de descargas intranuvem, entre nuvens e nuvem solo) no território, registadas na rede nacional de descargas elétricas do IPMA, “ultrapassou as 13.500”» («Trovoada. IPMA regista 13.500 descargas elétricas em 12 horas. Mais de 2.600 raios atingiram o solo», Observador, 21.07.2020, 20h16).

 

[Texto 13 783]

Helder Guégués às 08:00 | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,