09
Nov 20

Léxico: «panchen-lama»

E o número dois?

 

      «Outra figura religiosa e política do Tibete de primeiro plano — embora inferior ao Dalai-Lama — é o Panchen-Lama (ou Baingen, em pinyin), residente habitualmente no mosteiro de Tashi long Po e que é também a reincarnação de um bodhisattva» (A Igreja Católica na China e em Macau no Contexto do Sudeste Asiático, António Duarte de Almeida e Carmo. Lisboa: Fundação Macau, 1997, p. 138).

 

[Texto 14 294]

Helder Guégués às 14:00 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «quinta-colunista»

Faltam-nos palavras

 

      «Esperar pelo caminhar de acontecimentos que não estão na nossa mão: e entretanto vigiar, muito bem, os manejos de eventuais quinto-colunistas» (Boletim Geral das Colónias, edições 223-226. Lisboa: Agência Geral das Colónias, 1944, p. 110).

      Nos dicionários, tanto quanto vi, apenas deparamos com «quinto-imperialista», e não será em todos. Ora, ainda na semana passada a vi numa tradução: para verter, pois claro, fifth columnist.

 

[Texto 14 293]

Helder Guégués às 11:00 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «porfirogénito | pórfira | greco-bizantino»

Berço da realeza

 

      Diz aqui, e é verdade, que Constantino VII Porfirogénito (905–59), imperador bizantino, é autor do valioso tratado De Administrando Imperio. E como é que os leitores vão saber que porfirogénito significa «filho de soberano, nascido na pórfira» se a palavra não está nos dicionários? No caso do dicionário da Porto Editora, nem sequer pórfira (o edifício construído propositadamente para nele nascerem os filhos dos imperadores greco-bizantinos) regista. Nem greco-bizantino... É melhor parar.

 

[Texto 14 292]

Helder Guégués às 10:00 | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «atlanticista | atlanticismo»

Como se pode ver

 

      «Com efeito, verificou-se uma alteração de um posicionamento atlantista ou atlanticista para um outro mais “central” ou até “continentalizado”» (Os Portugueses e os Desafios do Milénio, Fernando Rosas, ‎Maria Fernanda Rollo. Lisboa: Assírio & Alvim, 1998, p. 21).

      Sinónimos, como a autora salienta, e usados ambos em obras publicadas em Portugal. Vejo-o, ao segundo, em alguns dicionários e vocabulários — mas não no dicionário da Porto Editora.

 

[Texto 14 291]

Helder Guégués às 09:30 | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Um dia, vamos precisar do «nooscópio»

Ou já hoje

 

      Com a internet das coisas a tomar conta do mundo, sobretudo quando vier o 5G (de que nós ainda estamos muito longe), o nooscópio de Anton Vaino podia vir a figurar ao lado de noosfera nos dicionários. A pandemia veio dar uma mãozinha decisiva a este desiderato do poder político de saber sempre onde estamos e o que fazemos.

 

[Texto 14 290]

Helder Guégués às 09:00 | favorito
Etiquetas: ,
09
Nov 20

Léxico: «sinárquico»

Uns anos depois

 

      «O absolutismo, importado da França, acabara de aniquilar na nossa Raça as fortes qualidades antigas, vibrantes de espírito sinárquico» (História da Literatura Portuguesa, José Agostinho. Porto: Casa Editora de A. Figueirinhas, 1927, p. 57).

      Pois, Porto Editora, sinarquia já tu registas há muito, agora é o adjectivo que nos faz falta.

 

[Texto 14 289]

Helder Guégués às 08:30 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,