18
Nov 20

Léxico: «nascer num folinho»

Rentes VIII

 

      «Há gente que nasce num folinho, tudo lhes corre direito, mas nós é trabalhar e mais trabalhar, não saímos da cepa torta» (Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, J. Rentes de Carvalho. Lisboa: Quetzal, 2011, p. 101).

 

[Texto 14 355]

Helder Guégués às 09:45 | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «panasca»

Rentes VII

 

      «— Não trabalho p’ra panascas — rematou o Manuel» (Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, J. Rentes de Carvalho. Lisboa: Quetzal, 2011, p. 19). Só em dois bilingues, Porto Editora?!

 

[Texto 14 354]

Helder Guégués às 09:30 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «caíco»

Rentes VI

 

      «Saio de casa pelo cinzento da manhã, caminho pela beira-rio, entro num caíco, subo a escada do portaló» (Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, J. Rentes de Carvalho. Lisboa: Quetzal, 2011, p. 340). «Queria pesquisar -aico, acaico, caco, caio, cairo, calco, caoco, casco, caxico, chico, crico, laico

 

[Texto 14 353]

Helder Guégués às 09:15 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «roto»

Rentes V

 

      «O próprio lord deu-lhe depois um copo de água, disse-lhe que se podia ir embora e não se esquecesse de contar na aldeia que também era roto» (Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, J. Rentes de Carvalho. Lisboa: Quetzal, 2011, p. 19). Nem acredito, Porto Editora...

 

[Texto 14 352]

Helder Guégués às 09:00 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «cagueiro»

Rentes IV

 

      «Às crianças presas dos intestinos, metia-se-lhes no cagueiro um pé de couve untado com azeite, diziam-se três ave-marias, e elas obravam» (Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, J. Rentes de Carvalho. Lisboa: Quetzal, 2011, p. 63). Só em dois bilingues, Porto Editora?!

 

[Texto 14 351]

Helder Guégués às 08:45 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «burrear»

Rentes III

 

      «Os meus planos mal saem do nevoeiro, Nem são planos. É antes os dois e dois são quatro da minha vida. Burreei. No dia em que descobrem tiram-me a pele por isso mais vale que me ponha ao fresco quanto antes, se bem que no fundo a ideia me assuste» (Montedor, J. Rentes de Carvalho. Lisboa: Quetzal Editores, 2014, p. 19). «Queria pesquisar barrear, burrar

 

[Texto 14 350]

Helder Guégués às 08:30 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «gálico»

Rentes II

 

      «O que se atrevesse apanhava um gálico que, fora uma possível cegueira (‘em ambos os olhos’), infalivelmente levava ao apodrecimento total da ‘ferramenta’» (Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, J. Rentes de Carvalho. Lisboa: Quetzal, 2011, pp. 118-19). É a sífilis, Porto Editora.

 

[Texto 14 349]

Helder Guégués às 08:15 | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,
18
Nov 20

Léxico: «feiote»

Só Rentes

 

      «Sim, porque sobre esse particular não restavam dúvidas: o Zé Manel acabaria por casar com a Teresa. Feiota, de poucas prendas, embora!» (Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, J. Rentes de Carvalho. Alfragide: Quetzal Editores, pp. 184-185). «Queria pesquisar ceiote, feixote, fiote, meiote, peiote

 

[Texto 14 348]

Helder Guégués às 08:00 | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,