Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «tau»

Nos microtúbulos

 

      «A árvore de família da paciente contém mais de seis mil elementos vivos em alto risco de ter Alzheimer em idade precoce. Já a mulher de 73 anos não desenvolveu demência, embora apresente “uma mutação genética hereditária rara, que costuma causar a doença precocemente”, conta o diretor do National Institute of Aging. “Apesar de ter no cérebro placas de proteína beta-amiloide, um biomarcador do Alzheimer, o nível de emaranhados de tau [outra proteína que se acumula em quem desenvolve a doença] era baixo» («Alzheimer: De uma colombiana de 73 anos renasceu a esperança da cura para a doença», Catarina Maldonado Vasconcelos, Expresso, 1.01.2021, 22h43).

 

[Texto 14 550]