Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «sobreacumulação»

Impossível não é

 

      «A produção do espaço e o (re)desenvolvimento urbano são uma actividade claramente especulativa no longo prazo, pois corre sempre o risco de replicar, muito mais tarde e a maior escala, as mesmas condições de sobreacumulação que, de início, tentou atenuar» («Gentrificação e turistificação da cidade ou... É a financeirização da habitação, estúpido!», Luís Mendes, Jornal Económico, 1.08.2018, 8h20).

      Não está nos dicionários, talvez porque prefiram que algum tolinho use over-accumulation.

 

[Texto 14 567]

Léxico: «originalismo | originalista»

Coisas dos EUA

 

      «Na altura em que decorrem as audiências para confirmação da nova juíza do Supremo Tribunal americano, Amy Coney Barrett, volta-se a falar no originalismo, teoria jurídica (mais precisamente, teoria de interpretação) muito querida dos conservadores americanos. Diz ela que se deve interpretar a lei — e, em particular, a Constituição, no caso do Supremo Tribunal — de acordo com o sentido original do seu texto, tendo ou não em conta a intenção das pessoas que a escreveram originalmente; ou seja, o que conta é “a lei como ela está escrita”» («A juíza que Trump nomeou para o Supremo dos EUA é originalista. Que significa isso na luta pelo poder entre republicanos e democratas?», Luís M. Faria, Expresso, 14.10.2020, 11h19).

 

[Texto 14 566]

Léxico: «morituro»

Vejam-me isso bem

 

      Parece que a Porto Editora nos quer fazer acreditar que o termo morituro é italiano. Mas há por aqui outras dúvidas relacionadas. Those who are dying... — serão mesmo os moribundos? A pessoa tem, imagine-se, 50 anos e tem cancro. Pode durar semanas ou, com sorte, anos. Está moribunda?

 

[Texto 14 565]

Léxico: «surrealizante»

Desconhecido por cá

 

      «Durante a década de 60, as exposições sucedem-se em Portugal. O escultor [João Cutileiro] mantém-se fiel ao registo figurativo, compondo, em pedra, figuras, árvores, caixas, por vezes de influência surrealizante» («Morreu o escultor que reinventou a identidade portuguesa», Luísa Soares de Oliveira, Público, 6.01.2021, p. 28).

 

[Texto 14 564]