Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «paucissintomático»

Trazido pela pandemia

 

      «Os testes que se encontram no mercado apresentam uma sensibilidade média de 97% para ciclos de PCR Ct[20;30] e especificidade de 99,9%. “Mesmo que a sensibilidade para assintomáticos e pauci-sintomáticos desça para 60%, mantemos uma enorme capacidade semanal de deteção”, lê-se na petição» («“Testes rápidos têm de ser a vacina do povo até à primavera”. Milhares já assinaram petição», Sofia Freitas Moreira, Rádio Renascença, 25.01.2021, 16h53).

 

[Texto 14 618]

Léxico: «enquadrante»

Então, cabe lá

 

      «Foi estabelecida ainda “a articulação entre a DGPC, o dono de obra, os diretores científicos do projeto, a entidade enquadrante [responsável pela logística, organização e segurança dos trabalhos arqueológicos], a entidade contratante [que por imposição legal promove a realização de trabalhos arqueológicos], com vista à definição das condições relativas ao local de depósito do espólio arqueológico recolhido”, assegura ainda a DGPC, na resposta enviada à agência Lusa» («E das profundezas de Lisboa apareceu um navio do século XVII», Rádio Renascença, 26.01.2021, 13h51).

 

[Texto 14 616]

Léxico: «tosado | subcoberta»

País de navegadores...

 

      «“A preservação do achado foi proporcionada pela abertura e esbatimento da boca durante o enterramento, que conservou a embarcação até ao tosado (distância vertical desde o convés da amurada até uma linha de referência, tangente à linha do tosado, a meio navio, e paralela à quilha) da subcoberta de porão”, assinala a DGPC [Direcção-Geral do Património Cultural]» («E das profundezas de Lisboa apareceu um navio do século XVII», Rádio Renascença, 26.01.2021, 13h51).

      Não os vamos encontrar em nenhum dos nossos dicionários. Isto há-de obedecer a algum propósito, só não estou a ver qual.

 

[Texto 14 615]

Léxico: «videojogador»

Afinal, usa-se

 

      «Envolvida como está no meio, Marta [Barreira] diz também conhecer “poucas” videojogadoras em Portugal. “Sei de algumas, mas penso que sim, ainda são pouquíssimas, e penso que obviamente deveriam existir mais”. [...] Se existe o arquétipo do videojogador homem, obeso, com nódoas espalhadas na roupa, escondido numa cave qualquer, há também uma declinação feminina» («Videojogadoras, unicórnios e streamers portuguesas. O comando é delas», Fábio Monteiro, Rádio Renascença, 25.01.2021, 14h59, itálico meu).

 

[Texto 14 614]