Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Uma bula especial

Agora já é tarde

 

      Não sei por que bulas o termo bula passou, em determinada altura, a significar também o folheto informativo dos medicamentos. Há dias, numa televisão, um ex-presidente do Infarmed dizia que se devia usar precisamente a expressão «folheto informativo». Já vem tarde.

 

[Texto 14 968]

Tradução: «voûte»

Brincalhões

 

       «Segundo a agência France-Presse, o momento de homenagem ao marido de Isabel II ficou marcado quando o seu caixão foi carregado pelas escadas que conduzem à capela, onde será sepultado na abóbada real» («Família Real diz adeus a Filipe, o “apoio” e a “força” de Isabel II durante 73 anos. Veja as imagens», TSF, 17.04.2021, 13h58).

      Sepultado na abóbada real? Será uma espécie de Capela dos Ossos? Ai esta Lusa, esta TSF... É muito mais do que um problema de tradução. Trata-se da Royal Vault, a cripta real, sob a Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor. Em francês, voûte royale. Ou seja, senhores jornalistas preguiçosos, voûte não é somente «abóbada».

 

[Texto 14 967]

Definição: «fraude fiscal»

Em choque

 

      «Ivo Rosa fundamentou a prescrição dos crimes de corrupção com um polémico acórdão do Constitucional que a Relação de Lisboa não é obrigada a seguir. Fiscalistas em choque com definição de fraude fiscal» («As duas fragilidades da decisão-bomba de Ivo Rosa. Os rendimentos ilícitos que não pagam imposto e a prescrição dos crimes de corrupção», Luís Rosa, Observador, 13.04.2021, 00h55).

      E não ficariam em choque com a definição que encontramos nos dicionários? A Porto Editora, por exemplo, diz que é a «manobra do contribuinte para escapar à incidência tributária». O termo «manobra» podia indiciar alguma coisa — mas manobras há muitas, e se umas são ilegais, outras são legais ou situam-se na zona penumbrosa da lei. Até o termo «incidência», aqui, não contribui nada para a clareza da definição. Imaginem um adolescente a ler isto.

 

[Texto 14 966]