Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «marabunta»

Pois, não sei

 

      «Pensem, acordem: nove anos é já amanhã. Mas, no presente, o que vemos são hordas de grunhos a atropelarem-se uns aos outros no trânsito e nos automóveis, nas ruas, nos aeroportos e nas praias, hotéis atrás de hotéis (para quem?), prédios e mais prédios, moradias de luxo e estrelas da bola, políticos de pacotilha, cidadãos anestesiados pelo consumo e estupidificados pelo Facebook, portando-se como uma marabunta acéfala, indiferente à tragédia prestes a desabar sobre todos, sobre nós e os nossos filhos e netos. A covid bem poderia ter servido de lição, mostrando que a humanidade é uma e só uma e que apenas temos este planeta, só este. Mas não, ficou pior ainda, ainda mais egoísta, ainda mais voraz. Agora falando sério: está mesmo tudo lixado» («Agora falando sério», António Araújo, Diário de Notícias, 21.08.2021, p. 35).

      «Queria pesquisar carabunha, marabuto, maracuta, marafunda, maranta, marrabenta?» Mas divergindo desta questão... Não é invulgar adjectivos passarem a advérbios — como em «falar alto», por exemplo. É também um caso de derivação imprópria. Mas não é somente isso que está aqui em causa, nem podemos fingir que «falar sério» não é modo de dizer tipicamente brasileiro. Tudo de propósito, ou estamos já perante a completa falta de critério?

 

[Texto 15 421]