Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «baleia-franca-austral»

Para juntar às outras duas

 

      «Uma baleia-franca-austral [Eubalaena australis] aproximou-se de uma mulher que estava a praticar paddle, em Puerto Madryn, na Argentina, e deu-lhe um suave empurrão na prancha com a barbatana, antes de lhe seguir os movimentos e nadar debaixo dela durante algum tempo» («Baleia aproxima-se de uma mulher a praticar paddle e dá-lhe um empurrão na prancha», Catarina Silva, Notícias Magazine, 17.09.2021). Porto Editora, apenas tens a baleia-franca e a baleia-franca-do-atlântico-norte.

 

[Texto 15 472]

Léxico: «bromo | bromo-vassoura»

Não tem número atómico

 

      Do pátio da prisão, apenas vislumbra uma paisagem de bromos e leitugas‐brancas. Ah, pois, não é em Portugal. Há-de ser mais para os lados da Clinton Correctional Facility. Ou não. Mais a norte. Não, Porto Editora, bromo não é somente o elemento com o número atómico 35 e o símbolo Br, mas também uma planta. Ora, podes ir vê-la ao Jardim Botânico, onde também encontrarás os nomes comuns bromo e bromo-vassoura (Bromus tectorum).

 

[Texto 15 471]

Léxico: «intersideral»

Avistado duas vezes ultimamente

 

      «No entanto, sujeitas às radiações UV e outras radiações letais, essas formas elementares de vida teriam perecido na sua viagem pelo espaço intersideral, a menos que tivessem encontrado alguma forma de proteção como, por exemplo, estarem encerradas no interior de massas meteoríticas ou dotarem-se de algum meio de proteção natural apropriado» (Luz, Vida e Saúde, Luís Miguel Bernardo. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2020, p. 28). E confirmado em vários bilingues.

 

[Texto 15 469]