Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «peixe-ouriço»

Como se não existisse

 

      Que fizeste tu, Porto Editora, do peixe-ouriço (Diodon hystrix), pode saber-se? É que também é conhecido por peixe-balão-espinhoso e sapo-grande e tu nada registas. E balão porquê, perguntam? Porque, quando se sente em perigo, se enche de água, dilatando a parte ventral e tomando a forma de um balão espinhoso. Os espinhos dérmicos são longos e de coloração acastanhada, pontuado de pequenas manchas escuras.

 

[Texto 15 602]

Léxico: «bofardo»

Dói sempre

 

      «Vai bardamerda, ó Pinto, talvez um dia lhe rebentassem o nariz com um bofardo ou uma cabeçada morta e acabava-se-lhe o pio» (Autópsia de Um Mar de Ruínas, João de Melo. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 6.ª ed., 1997, p. 45).

      É verdade que depois vamos encontrá-lo noutros autores, a significar o mesmo, com a grafia bufardo. Nos dicionários é que não o encontramos. Nascemos no país errado.

 

[Texto 15 601]

Léxico: «bioimagem»

Outro bio, mas diferente

 

      «Ora, refira-se que a quimioluminescência é uma ferramenta “já muito utilizada em biologia molecular, para monitorizar a expressão de genes”. Como tem “uma sensibilidade muito apurada”, é bastante utilizada em bioimagem. Ou seja, “mediante a emissão de luz pode ver-se a ocorrência ou não de alguns processos, como expressão de genes ou anticorpos” no organismo. Tem sido, por exemplo, aplicada recentemente em alguns dos testes feitos para a deteção de anticorpos contra o SARS-Cov-2» («Do fundo do mar, uma luz de esperança contra o cancro», Rui Frias, Diário de Notícias, 8.08.2021, p. 12).

 

[Texto 15 600]

Léxico: «anelamento»

Esqueçam agora Moçambique

 

      «O anelamento dos ramos é simplesmente a remoção de um anel completo da casca (epiderme, capas subepidérmicas e floema) do tronco ou de ramos da árvore, bloqueando temporariamente o movimento da seiva elaborada das folhas para a raiz» («Anelamento e incisão anelar em fruteiras de caroço», in Ciência Rural, Santa Maria, v. 35, n.º 3, Maio-Junho de 2005, Antonio Sartori e Luciano Larruscahim Hamilton Ilha, p. 725).

      Está muito bem, Porto Editora, que registes que anelamento é o termo usado em Moçambique para designar o «pedido de casamento; noivado». Mas e então o anelamento acima, abundantemente usado no Brasil e que acabei de ver numa tradução do inglês? Ah, pois, o tradutor não ia deixar girdling, evidentemente. Bem, alguns deixariam... Isso e pior.

 

[Texto 15 599]