Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «maruvo»

Outra variante

 

      «Mais logo, quando a noite chegar, todo nosso gente vai beber o maruvo e contar os casos, as chatices e injustiças desses brancos filhos duma mãe» (Autópsia de Um Mar de Ruínas, João de Melo. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 6.ª ed., 1997, p. 32). Porto Editora, registas duas variantes, mas não esta. E convém apurares a definição, porque não se extrai somente do bordão.

 

[Texto 15 683]

Léxico: «descaminho»

Se é lei, queremos a definição legal

 

      «O crime de descaminho, punível com pena de prisão até cinco anos, é cometido por quem “destruir, danificar ou inutilizar total ou parcialmente ou, por qualquer forma, subtrair ao poder público a que está sujeito documento ou outro objeto móvel, bem como coisa ou animal que tiverem sido arrestados, apreendidos ou objeto de providência cautelar”» («“Foi responsabilidade minha”. Rendeiro iliba mulher no caso das obras arrestadas», Rádio Renascença, 11.11.2021, 21h43). Sim, crime de descaminho, art.º 355.º do Código Penal.

      Nos dicionários, até há um arremedo de definição do crime de descaminho, mas é apenas isso mesmo, um arremedo, uma tentativa. Fruste.

 

[Texto 15 682]

Tradução: «legalese»

Era bom, era

 

      Cada vez que penso nisso, nunca deixo de ficar espantado que a Porto Editora não queira ampliar o número de termos ou acepções dos dicionários bilingues. No máximo, acede (obrigadinho!) a corrigir erros escandalosamente crassos. Lembrei-me agora disto ao ver o termo inglês legalese traduzido — e bem — por «juridiquês».

 

[Texto 15 681]