Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «deserto»

Pobres falantes...

 

      E pobres ouvintes. Só nos últimos três ou quatro dias, ouvi na rádio e na televisão mais de seis vezes a expressão «concurso deserto». No dicionário da Porto Editora, não está esta acepção de deserto. Em «deserto», o falante com dúvidas ou em demanda de certezas mais sólidas só vai encontrar isso mesmo — deserto, nada. Um ermo.

 

[Texto 15 695]

Léxico: «votável»

Che si può votare

 

      Está apenas num bilingue da Porto Editora: «Nuno Miguel Henriques deu até o exemplo de Pedro Passos Coelho como o de “um bom primeiro-ministro, dentro das circunstâncias da troika” mas que foi descurando a governação partidária. Para essa dedicação ao partido, Nuno Miguel Henriques propõe por exemplo “a extensão do mandato de presidente para quatro anos” ou “a criação de estruturas intermédias entre as concelhias e as distritais para angariar militantes” para um partido que se quer “acessível e votável”» («Nuno Miguel Henriques. A “terceira via” para o PSD que não quer ser candidato a primeiro-ministro», Miguel Viterbo Dias, Observador, 15.1.2021, 16h58).

 

[Texto 15 692]