Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «cravadeira»

Enganaram-te

 

      Dizes, Porto Editora, que cravadeira é a «máquina de cravar rebites por meio de ar comprimido» e a «máquina usada para cravar as tampas das latas de conserva». Está muito bem — mas também os relojoeiros usam cravadeira e não o dizes.

 

[Texto 15 745]

Léxico: «decorativismo»

Não pode ser

 

      «Depois, dá a impressão de que o filme se cansa da injecção de adrenalina da sua primeira metade, e torna-se mais orientado para a resolução da narrativa e dos destinos das suas personagens, mas sem nunca cair no decorativismo, ou no academismo balofo de um outro, e muito elogiado, recente filme de época alemão, Nunca Deixes de Olhar (de Florian Henckel von Donnersmark)» («No labirinto berlinense de Weimar», Luís Miguel Oliveira, «Ípsilon»/Público, 22.10.2021, p. 28). Com que então, apenas num bilingue, Porto Editora? E depois, abundantemente, em textos de apoio.

 

[Texto 15 744]

Léxico: «hidrópote»

Agora em chinês

 

      Porto Editora, queres acrescentar uma palavra ao teu dicionário de chinês? Toma: 獐. Ah, sim, agora o problema é que não tens a equivalente em português. Pois é... É o hidrópote ou veado-d’água-chinês (Hydropotes inermis), um cervídeo, vocábulo que trasanteontem ainda não registavas.

 

[Texto 15 743]