Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «protoquímico»

Antes que haja confusões

 

      «Elvira Fortunato compara esta tecnologia com as tecnologias laser de remoção de tatuagens. “Nós temos um laser que vai escrever um determinado padrão na superfície do papel. Ou seja, vai carbonizar esse papel. E esse material queimado, que é o produto resultante desta conversão protoquímica (reação química induzida pela ação do laser), é o grafeno. Assim, ficamos com pistas condutoras à base de grafeno”» («Grafeno verde. Elvira Fortunato continua a revolucionar a eletrónica com materiais sustentáveis», Rui Frias, Diário de Notícias, 13.03.2022, p. 18).

 

[Texto 16 097]

Definição: «boiardo»

Isso é muito pouco

 

      «Após a morte do seu irmão maior Pedro subiu ao trono do Príncipe. Os boiardos (nobres) apoiavam o seu governante de sangue nobre e respeitavam-no, mas não podiam tolerar que o trono fosse compartilhado com a jovem da classe baixa» («A lenda de Pedro e Inês à maneira russa», Marina Ustyuzhanina, Diário de Notícias, 7.07.2021, 20h23).

      Isso também a Porto Editora diz de boiardo: «nobre russo». Mas pode dizer-se muito mais só com mais umas quantas palavras, como se vê no Collins, por exemplo: «a member of an old order of Russian nobility, ranking immediately below the princes: abolished by Peter the Great».

 

[Texto 16 096]

Léxico: «nanocelulose»

Uma questão de escala

 

       «Foi através desse projeto que a equipa liderada pela diretora do CENIMAT|i3N, obteve uma grande variedade de materiais à base de grafeno, materiais de origem renovável – como celulose, nanocelulose e cortiça – utilizando um novo processo baseado em grafeno induzido por laser, que agora mereceu esta nova bolsa» («Grafeno verde. Elvira Fortunato continua a revolucionar a eletrónica com materiais sustentáveis», Rui Frias, Diário de Notícias, 13.03.2022, p. 18).

 

[Texto 16 095]

Léxico: «empa | empar»

Temos remédio

 

      «Empa. Trabalhador usa a tradicional verga (ramo de salgueiro) para empar — unir a vara ao arame da vinha, operação essencial para suportar o peso das folhas e dos cachos que aí vêm» («Poda na Bairrada», «Domingo»/Correio da Manhã, 13.03.2022, p. 21). As fotos, esclarecedoras, eram de Ricardo Almeida. Mas vejam e ouçam neste outro sítio. Salvo melhor opinião, é, de longe, muito mais esclarecedor do processo do que as definições de qualquer dicionário.

 

[Texto 16 094]

Léxico: «tubarão-dente-de-lança»

Speartooth Shark

 

      «A iniciativa faz parte do plano “Norte sem Redes” que pretende evitar a captura em redes comerciais de espécies ameaçadas de extinção, como dugongos, tartarugas e golfinhos, além de tubarões-martelo e tubarão-dente-de-lança [Glyphis Glyphis]» («Fundo Mundial para a Natureza cria na Austrália zona de proteção marinha», Observador, 14.03.2022, 8h04). 

 

[Texto 16 093]

Léxico: «sovietologia | sovietólogo»

Chamados de novo ao debate

 

      «Conforme salientou o eminente sovietólogo [George Kennan], o Kremlin é “Impermeável à lógica da razão e altamente sensível à lógica da força. Por esta razão, pode-se retirar facilmente – e geralmente fá-lo quando encontra uma forte resistência em qualquer ponto.” Assim foi aquando das crises dos Estreitos Turcos e do Irão, logo em 1946, mas também no restante período da Guerra Fria, quando os EUA já não detinham o monopólio das armas nucleares» («A resistência ucraniana e o bluff de Putin», Samuel de Paiva Pires, Observador, 28.02.2022, 00h15).

 

[Texto 16 092]