Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «enterobactéria | enterobacterial | enterobacteriano»

Outras três

 

      «Conhecida como ERC (enterobacteriales resistentes aos carbapenemos), em português, ou CRE (carbapenem-resistant enterobacteriaceae), em inglês, é “temida por todos os médicos”. No primeiro trimestre deste ano, o Hospital de Braga identificou “um aumento de casos positivos detetados face ao período homólogo de 2021”, referiu Jorge Marques, diretor clínico, explicando que “este tipo de bactérias está muito associado às instituições hospitalares”» («Surto de bactérias multirresistentes no Hospital de Braga», Emília Monteiro, Jornal de Notícias, 22.04.2022, p. 24).

       O quê? Bem, foi distracção da jornalista. Em português é enterobactéria — e não está nos nossos dicionários. Como também não encontramos neles enterobacterial e enterobacteriano.

 

[Texto 16 204]

Léxico: «deflúvio telogénico | telogénico»

Ninguém sabe de nada

 

      «A pandemia não poupou o cabelo humano, e a covid-19 teve mesmo um grande impacto na queda generalizada, concordam os especialistas. “Em primeiro lugar porque é uma doença infecciosa e, portanto, produz deflúvio telogénico (queda de cabelo], mas, além disso, há todo um estado psicológico com grande stresse, alterações económicas, sociais e afetivas, grandes contributos para o deflúvio”, avança Campos Lopes» («Cabelo nosso de cada crise», Christiana Martins, «Revista E»/Expresso, 8.04.2022, p. 42).

 

[Texto 16 203]

Léxico: «anagénese | catagénese | telogénese»

Mas são só três

 

      «Campos Lopes [director do Serviço de Dermatologia do Hospital da Luz, em Lisboa] diz que, sobretudo, é importante conhecer o ciclo capilar. Um período que começa no “bulbo piloso”, ou como os leigos gostam de dizer a “raiz do cabelo”, “um local de enorme multiplicação celular, responsável pela fase de crescimento — anagénese”. Este período bom de surgimento do cabelo tem uma duração variável de dois a oito anos, a que se segue uma segunda fase, caracterizada pela paragem do crescimento, a catagénese, de duração muito mais curta. Por fim, há a terceira fase, “a telogénese”, em que os fios caem como folhas de outono» («Cabelo nosso de cada crise», Christiana Martins, «Revista E»/Expresso, 8.04.2022, p. 42).

      Então o panorama, em relação à Porto Editora, é este: anagénese está no dicionário geral; catagénese está no de termos médicos; telogénese não está em nenhum. Mais fossem, maior seria a variedade. Podia um quarto, por exemplo, estar apenas num bilingue.

 

[Texto 16 202]

Léxico: «composicional»

Não só

 

      «O grande papel da arte é soltar-nos a imaginação para a podermos entender à luz (ou trevas) da contemporaneidade. Ao examinar a técnica composicional de Bacon, com tantas figuras animalescas confinadas a plataformas, aprisionadas em retângulos dentro de retângulos ou rigorosas celas paralelepipédicas, dei comigo a pensar: será que o destino final do bicho-homem, como nos chamava Aquilino Ribeiro, é o confinamento?» («A besta humana», Jorge Calado, «Revista E»/Expresso, 8.04.2022, p. 57). É que composicional não é apenas um termo da linguística, Porto Editora.

 

[Texto 16 201]

Léxico: «dobrador»

Como se pode ver

 

      «O ex-paraquedista, que fez a recruta na mesma altura de Alexandra Serrano Rosa, foi inspetor de paraquedas e garante que, durante o processo de dobragem dos equipamentos, são efetuadas várias inspeções, para validar a execução da operação nas suas diferentes fases. Revelou ainda que “cada paraquedas tem um livro de registo, que é assinado pelo dobrador e pelo inspetor”» («Pai de paraquedista que morreu em salto registou último voo», Alexandra Barata, Jornal de Notícias, 22.04.2022, p. 23). Portanto, dobrador não é apenas o trabalhador da tipografia.

 

[Texto 16 200]